Pesquisar
Close this search box.
Weather Data Source: El tiempo a 25 días

Saneacre garante água potável e apoio em limpeza de cidades atingidas pelas enchentes

Receba notícias do Acre gratuitamente no WhatsApp do Ecos da Notícias.​

Foto: Deiciane Medeiros/Saneacre


 


O governo do Estado, por meio do Serviço de Água e Esgoto do Estado do Acre (Saneacre), não tem medido esforços para manter o abastecimento de água potável, reparar infraestruturas hídricas e fornecer apoio às prefeituras dos municípios atingidos pelas enchentes.


Caminhões-pipa auxiliam no abastecimento de água potável para as famílias. Foto: Deiciane Medeiros/Saneacre

Em uma ação rápida, caminhões-pipa foram disponibilizados para suprir o alto consumo de água potável pelas famílias desalojadas de suas casas e que estão em abrigos em Cruzeiro do Sul, Porto Acre, Acrelândia, Brasileia, Epitaciolândia, Sena Madureira, Tarauacá, Rio Branco e Xapuri.


Nos municípios que já apresentam vazante, como Marechal Thaumaturgo e Brasileia, caminhões hidrojatos, popularmente conhecidos como “tatuzões”, têm auxiliado na desobstrução e desinfecção de vias e bueiros, garantindo um ambiente mais seguro e saudável para a população.


Equipes do Saneacre auxiliam no processo de limpeza das ruas. Foto: Deiciane Medeiros/Saneacre

“Mesmo com as adversidades do clima, estamos reforçando nossas estruturas de captação e, dentro de nossa capacidade, estamos auxiliando as prefeituras e reforçando o abastecimento. Estamos todos juntos em prol das famílias”, comentou o presidente do Saneacre, José Bestene.


O Saneacre está executando um planejamento pós-cheia. “Em um momento de crise, a atuação do Saneacre oferece suporte vital às comunidades afetadas pelas enchentes no Acre”, enfatiza Bestene.


Caminhões hidrojato do Saneacre são utilizados para desobstruir redes de esgoto e drenagem. Foto: Deiciane Medeiros/Saneacre

Além do auxílio com caminhões-pipa e hidrojato, equipes de manutenção da autarquia trabalham diariamente na contenção de vazamentos em redes de distribuição. Estações de tratamento de água (ETAs) trabalham em capacidade máxima. Por exemplo, a ETA de Xapuri está produzindo cerca de 1,5 milhão de litros por dia para atender o alto consumo dos usuários, tendo em vista a necessidade de limpeza das residências, comércios e demais localidades.


Compartilhar

Facebook
Twitter
WhatsApp
LinkedIn

Últimas notícias

Últimas Notícias