Pesquisar
Close this search box.
Weather Data Source: El tiempo a 25 días

Acreano campeão mundial de boxe chinês comenta luta clandestina em Rio Branco

Receba notícias do Acre gratuitamente no WhatsApp do Ecos da Notícias.​

O heptacampeão brasileiro de boxe chinês Adgeferson Diniz (Pitibull), proprietário do Centro de Treinamento Pitbull, fez importantes considerações sobre um evento clandestino de luta que aconteceu neste fim de semana, em Rio Branco, mais precisamente no bairro Jorge Lavocat, que foi transmitida em redes sociais.


Adgeferson disse ao ac24horas que os participantes da luta correram sérios riscos de lesões graves e até de morte, diante da falta de um regulamento. “Luta não é brincadeira. Quando uma atividade dessa acontece sem as condições devidas, as pessoas podem ficar paraplégicas, tetraplégicas e até morrerem por um simples golpe na nuca ou na coluna. A luta é um esporte que precisa ser acompanhado por profissionais, médicos preparados para intervirem, um espaço adequado. Recomendo que quem goste da prática esportiva, que procure uma academia com professores especializados”, disse o lutador, que também é campeão pan-americano, sul-americano e campeão da Copa do Mundo em sua categoria.


Ainda segundo Diniz, os combates legais devem passar por um regulamento nas federações estaduais, que seguem normas internacionais para a segurança dos atletas. Mesmo assim, há relatos históricos de lutas que acabaram mal. “Se obedecendo todo um regulamento, com juízes capacitados e médicos, ainda acontecem mortes, imagine sem nada disso. Isso é um crime, deveria ser feito uma investigação do Ministério Público, da Polícia Civil, porque se acontece uma fatalidade quem é que vai ser responsabilizado?”, questiona.


Compartilhar

Facebook
Twitter
WhatsApp
LinkedIn

Últimas notícias

Últimas Notícias