Pesquisar
Close this search box.
(ac) banner blitz economia atacale 21 junho

Silvinei Vasques se queixa de ‘tortura psicológica’ em presídio da Papuda

O ex-diretor geral da Polícia Rodoviária Federal (PRF) Silvinei Vasques alega que está sendo vítima de “tortura psicológica” no Complexo Penitenciário da Papuda, onde está preso desde a semana passada. Ele é investigado em uma operação que investiga interferência no segundo turno das eleições de 2022.


Para pessoas próximas e para a defesa dele, Silvinei reclama de risco para sua integridade física, pela proximidade de outros presos comuns. Queixa-se também de que não consegue dormir, por excesso de barulho na cadeia. E que isso agrava problemas de saúde, relacionados à deficiência de imunidade.


Por fim, Silvinei argumenta que não está se alimentando corretamente, que passa fome, pois tem resistência à glúten e alimentação especial estaria sendo negada a ele.


A defesa do ex-diretor geral da PRF avalia também que a lei que trata dos servidores policiais da União garante prisão especial.


Diante de todas essas reclamações, a defesa solicitou a transferência dele do Complexo Penitenciário da Papuda para o 19 Batalhão da Polícia do DF, onde militares são mantidos presos provisoriamente.


O pedido para sair da Papuda está pendente agora na Vara de Execuções Penais de Brasília.


O que diz a Seape

 


“Como todo custodiado que ingressa no Sistema penitenciário do DF, S.V. foi submetido a avaliação médica pela equipe de saúde da unidade penal no dia 11/08/2023. Nesta triagem, entre outros indicadores de saúde, há a checagem de restrições alimentares do recém ingresso. Estes indicadores são encaminhados imediatamente às empresas fornecedoras de alimentos para que a equipe de nutricionistas atendam as recomendações médicas e adequem as dietas de cada indivíduo.


São ofertadas a todos os reeducandos 04 refeições diárias, conforme especificações abaixo:


– Café da manhã: pão com manteiga ou margarina e um achocolatado.


– Almoço: 650 gramas, sendo 150g de proteína, 150g de guarnição, 150g Feijão (90g de grão e 60g de caldo) e 200g de arroz. Os custodiados ainda recebem um suco de caixinha.


– Jantar: 650 gramas, sendo 150g de proteína, 150g de guarnição, 150g Feijão (90g de grão e 60g de caldo) e 200g de arroz.


– Ceia: sanduíche e uma fruta.


A Secretaria de Administração Penitenciária informa que o custodiado em questão permanece separado de outros reeducandos. Todas as denúncias relacionadas ao sistema penitenciário são criteriosamente apuradas e, havendo qualquer indício de materialidade, punições administrativas são aplicadas sem o prejuízo das sanções criminais aplicáveis ao caso.”


Compartilhar

Facebook
Twitter
WhatsApp
LinkedIn
(ac) banner blitz economia atacale 21 junho

Últimas Notícias