Pesquisar
Close this search box.
banner ac 24h

Justiça aumenta para mais de 13 anos pena de ex-policial penal no Acre

extra 2024 07 03t163416

A Justiça do Acre aumentou a pena do ex-policial penal Genildo Gabriel da Silva para mais de 13 anos de prisão. A informação foi divulgada pela reportagem da TV 5 nesta quarta-feira, 3.


Em novembro de 2021, o então policial penal foi condenado a 11 anos e 7 meses pelos crimes de corrupção passiva e por integrar organização criminosa. Contudo, após a sentença, o Ministério Público e a defesa decidiram recorrer da condenação.


O advogado de Genildo Gabriel alegou no recurso que não há provas suficientes sobre a autoria do delito de integrar organização criminosa e pediu a absolvição ou redução da pena. Já na apelação criminal, os promotores do GAECO pediram o aumento da pena. Para o Ministério Público, o juiz de primeiro grau julgou como neutros os motivos e circunstâncias do crime.


A juíza Olívia Ribeiro, convocada pelo desembargador Francisco Djalma, negou o pedido da defesa e acatou o recurso do Ministério Público do Acre. O voto foi acompanhado pelos demais magistrados.


Com a decisão, a pena do ex-policial penal passou de 11 anos e 7 meses para 13 anos e 8 meses, em regime inicial fechado. Genildo Gabriel foi investigado durante três meses pela Polícia Civil.


O caso

O agente de segurança foi preso em 11 de junho de 2021, durante uma operação da Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (DRACO). O agente de segurança pública foi flagrado na entrada do presídio com dois cartões de memória, cartas e agulhas para fazer tatuagem.


Compartilhar

Facebook
Twitter
WhatsApp
LinkedIn
banner ac 24h

Últimas Notícias