Pesquisar
Close this search box.
Weather Data Source: El tiempo a 25 días

Advogada afirma que policial penal pode ser condenado a pena mínima de 50 anos de prisão

Receba notícias do Acre gratuitamente no WhatsApp do Ecos da Notícias.​

Antes do julgamento de instrução do policial penal Raimundo Nonato Veloso da Silva Neto, acusado de matar Wesley Santos durante a última noite da Expoacre em 2023, que ocorre na manhã desta quarta-feira, 3, na 1ª Vara do Tribunal do Júri no Fórum Criminal, em Rio Branco, a advogada da família, Gicielle Rodrigues, declarou que o réu poderá ser condenado a uma pena mínima de até 50 anos de prisão por homicídio, por motivo fútil, contra Wesley e por tentativa de homicídio contra sua então namorada, Rita de Cássia.


Segundo a advogada, o agente de segurança pública poderá ser pronunciado pelo Júri Popular no julgamento de instrução. Rodrigues expressou que a família clama por justiça. “Com base na apuração das provas, esperamos que ele seja pronunciado pelo júri. A família deseja que ele seja condenado e pronunciado ao Tribunal do Júri. Buscamos justiça e acreditamos que ele possa receber no mínimo 50 anos de prisão em caso de condenação. Uma pena mais severa poderia chegar a 60 anos”, afirmou.


Na audiência, a advogada relatou que serão ouvidas 8 testemunhas de defesa e 8 de acusação, além da apresentação de vídeos que comprovam a materialidade do crime. “O Júri é dividido em duas fases. A primeira é a instrução, onde todos são ouvidos para que o juiz determine se há culpa. Se o juiz entender que há culpa, ele encaminha o caso para a segunda fase, que é o Tribunal do Júri”, explicou.


No ano passado, o policial penal Raimundo Nonato Veloso da Silva Neto tornou-se réu pelo assassinato do jovem Wesley Santos, após uma decisão da Juíza da 1ª Vara do Tribunal do Júri, Luana Campos, que aceitou a denúncia do Ministério Público do Acre.


No dia do crime, Nonato teria disparado várias vezes com uma arma de fogo, ferindo gravemente Wesley Santos da Silva, de 20 anos, e sua namorada, Rita de Cássia, então com 18 anos. Infelizmente, Wesley não sobreviveu aos ferimentos e faleceu no pronto-socorro de Rio Branco no dia seguinte.


Compartilhar

Facebook
Twitter
WhatsApp
LinkedIn

Últimas notícias

Últimas Notícias