Weather Data Source: El tiempo a 25 días

Governo usa redes para “alfinetar” Carlos Bolsonaro, alvo de operação da PF

Receba notícias do Acre gratuitamente no WhatsApp do Ecos da Notícias.​

Reprodução de imagem compartilhada pelo governo federal nas redes sociais nesta segunda-feira (29)Reprodução/X/govbr


 


A operação da Polícia Federal (PF) que teve como alvo Carlos Bolsonaro, vereador e filho do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL), ficou entre os assuntos mais comentados das redes sociais nesta segunda-feira (29) depois do cumprimento de mandados de busca e apreensão contra ele como parte da investigação sobre o monitoramento ilegal de políticos e autoridades por meio da Agência Brasileira de Inteligência (Abin).


Horas após o início das ações, a conta oficial do governo federal ironizou a situação de Carlos Bolsonaro através de publicações feitas no X (antigo Twitter).


A primeira postagem foi sobre o trabalho de combate à dengue. Com “toc, toc, toc”, o perfil orientou a população a receber os agentes comunitários para prevenir o avanço da doença.



A frase relembra uma fala da ex-deputada Joice Hasselmann em 2022, que durante um discurso na Câmara dos Deputados simulou uma possível chegada da PF à casa de Jair Bolsonaro. Hoje, após a operação, Joice “recriou” o vídeo em seu Instagram. “Carluxo…toc, toc, toc. Quem é? É a Polícia Federal”.


No segundo post, a conta usou a hashtag #GRANDEDIA para anunciar o início do pagamento do novo salário mínimo de R$ 1.412, no dia 1° de fevereiro. A expressão era frequentemente usada por Bolsonaro em suas redes sociais.



Os usuários reconheceram as “alfinetadas”. Juntas, as duas postagens alcançaram mais de 1 milhão de pessoas na plataforma.


Nas redes sociais, o ministro da Secretaria de Comunicação (Secom), Paulo Pimenta, disse que “é difícil para quem raciocina em uma linguagem analógica tradicional entender o papel dos algoritmos nas ‘janelas de oportunidades e fluxos’ que a comunicação digital precisar considerar”. “É como se tivesse um trem em alta velocidade passando. Se eu ficar na frente sou atropelado…”


Compartilhar

Facebook
Twitter
WhatsApp
LinkedIn

Últimas notícias

Últimas Notícias

plugins premium WordPress