Pesquisar
Close this search box.
970x250

Estado recebe doação de fraldas descartáveis do Colégio Adventista de Rio Branco

A Secretaria de Estado de Assistência Social e Direitos Humanos (Seasd) recebeu do Colégio Adventista uma doação de aproximadamente mil pacotes de fraldas descartáveis, nesta segunda-feira, 4, na sede da instituição educacional, em Rio Branco.


A arrecadação de fraldas é fruto do projeto Quebrando o Silêncio, realizado em conjunto pelo colégio e as igrejas adventistas, com o objetivo de prestar assistência a quem mais precisa. Em todo o Brasil, o projeto arrecadou cerca de 25 mil pacotes de fraldas.


“É um projeto que já existe desde 2002 e tem como objetivo realmente quebrar o silêncio de temas relevantes. O tema desse ano foi Gravidez na Adolescência. Então, convidamos psicólogos e outros profissionais para discutir o assunto com os alunos do ensino médio”, ressaltou o diretor do colégio, Renan Bustamante.


Vice-diretor, Peter Ramos, o secretário da Seasd, Alex Carvalho, e o diretor do Colégio Adventista, Renan Bustamante. Foto: Karolini Oliveira/Secom.

O titular da Seasd, Alex Carvalho, comemorou o recebimento das doações que devem ser direcionadas para instituições de apoio e acolhimento às crianças. “Tudo é construído com parcerias. E fico feliz de que o Colégio Adventista entrou nessa parceria, porque é uma doação que vai ajudar muitas crianças”, ressaltou.


Segundo o secretário, a colaboração com a instituição educacional é um incentivo para que outros grupos do terceiro setor possam firmar parcerias em prol de ajudar o próximo. “A intenção nossa é que o próximo viva dignamente melhor”, destacou o secretário.


Equipes da Seasd e do Colégio Adventista. Foto: Karolini Oliveira/Secom.

Quebrando o Silêncio no Colégio Adventista de Rio Branco

Como parte do projeto, os alunos do ensino médio da instituição educacional desempenharam atividades extracurriculares a fim de dialogar sobre a gravidez na adolescência e conscientizar sobre a responsabilidade pelos cuidados de um bebê.


A aluna do terceiro ano do ensino médio, L. C., revelou que o projeto foi significativo para a turma e que o tema deveria ser mais discutido na sociedade.


Alunos receberam palestras sobre a temática. Foto: Karolini Oliveira/Secom.

“Para mim, foi importante participar e conhecer um pouco mais dos índices de gravidez na adolescência, que são tão altos no país e no estado. Foi uma experiência interessante, porque mostrou as responsabilidades de cuidar de uma outra vida”, concluiu a estudante.


Além do diálogo sobre a gravidez na adolescência, esta edição do projeto Quebrando o Silêncio tem como objetivo orientar sobre casos de abusos e auxiliar pessoas em vulnerabilidade social e financeira, destacou o vice-diretor da colégio, Peter Ramos.


Compartilhar

Facebook
Twitter
WhatsApp
LinkedIn
posto village ezgif.com gif to avif converter

Últimas Notícias