Pesquisar
Close this search box.
1200 x 250 gif

Empresário Thiago Brennand faz acordo para arquivar ação de ameaça contra caseiro

O empresário Thiago Brennand, de 43 anos, fez acordo na Justiça para encerrar a ação em que era acusado de ameaçar um caseiro do condomínio Fazenda Boa Vista, em Porto Feliz, no interior paulista, onde é proprietário de uma mansão. O processo foi arquivado na terça-feira (5/9).


Segundo a denúncia do Ministério Público de São Paulo (MPSP), o caseiro Augustinho Rodrigues da Silva, 54, foi perseguido, xingado e agredido fisicamente após passar de carro na frente da casa de Brennand. O caso aconteceu no dia 25 de julho de 2022.


“Vagabundo, onde você pensa que vai?!”, xingou o empresário que, em seguida, trancou o carro do caseiro, desceu do veículo e passou a ameaçá-lo, de acordo com a promotoria. “Olha pra você, seu velho! Só não te quebro aqui porque você está no lugar errado! Olha o tamanho da sua barriga, seu velho safado, nem vê o próprio pinto quando toma banho, seu vagabundo”.


Ainda segundo o MPSP, Brennand teria dito que o caseiro “mexeu com a pessoa errada” e que ele não entraria mais no condomínio. Também empurrou a vítima duas vezes e deu um tapa na sua cabeça.


“Segundo o ofendido e a esposa dele, o denunciado, na ocasião, embora não tenha ostentado o artefato, estava na posse de arma de fogo, o que notaram quando Thiago [Brennand] ergueu os braços para empurrar a vítima”, diz a denúncia.


Acordo

As partes fizeram um acordo extrajudicial, cujos termos são mantidos sob sigilo, que foi homologado pelo juiz Israel Salu, da 2ª Vara de Porto Feliz, do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP). Com isso, a punição criminal de Brennand foi extinta.


“Homologo o acordo, por sentença irrecorrível, cuja execução será imediata conforme condições estabelecidas pelas partes”, escreveu o magistrado, na sentença. “Em consequência, julgo extinta a punibilidade do autor dos fatos.”


Com o desfecho, Brennand agora é réu em outras oito acusações que incluem crimes de estupro, lesão corporal, cárcere privado, corrupção de menor. Ele alega inocência em todas.


Em julho, o Metrópoles mostrou, com exclusividade, os detalhes do primeiro depoimento de Brennand à Justiça. “Eu estou aqui preso por vontade própria”, declarou o empresário, na ocasião.


 


 


Por Metrópoles


Compartilhar

Facebook
Twitter
WhatsApp
LinkedIn
192882c8aaa53f9b4e234a4553bdad21

Últimas Notícias