Pesquisar
Close this search box.
banner 970x250 (1)

COP27: Governador Gladson Cameli se reúne com investidores americanos e propõe projeto para ampliar o desenvolvimento sustentável

Encontro com investidores americanos faz parte das agendas do Acre durante a COP27. Foto: Pedro Devani/Secom

Cada vez mais governos e instituições não-governamentais estão com o olhar voltado para o desenvolvimento sustentável tendo em vista objetivos comuns de conservação da natureza e no combate às queimadas ilegais. E para fortalecer as parceiras desse eixo, o governador Gladson Cameli, se reuniu nesta segunda-feira, 14, durante a COP27, no Egito, com representantes do governo americano.


O encontro foi organizado por meio do GCF (Task Force), com participação do Instituto de Pesquisa Ambiental da Amazônia (IPAM) e contou com a participação dos governadores Helder Barbalho do Pará e de Mauro Mendes do Mato Grosso.


Os investidores Daniel Kandy, diretor de Paisagem Sustentável dos Estados Unidos, Evan Norman da Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional (Usaid) e Shira Yoffe, assessora sênior do Serviço Florestal dos Estados Unidos, fizeram uma apresentação dos projetos que ajudam a desenvolver ao redor do mundo e disseram que têm muito a contribuir com o Brasil e sobretudo com o Acre.


Conservação da natureza e combate às queimadas ilegais foram o foco da reunião. Foto: Pedro Devani/Secom

Para o governador Gladson Cameli, a aproximação entre USA e estados amazônicos visa potencializar objetivos comuns. Cameli disse que precisa de apoio para ampliar as ações de combate e monitoramento às queimadas.


Nós já trabalhamos para colocar sempre as pessoas em primeiro lugar. Então esses objetivos se encaixam em nossos projetos de governo. Nessa reunião, o Acre abre um novo trilho de investimento e cooperação para políticas de desenvolvimento com conservação natural. Estamos dispostos a encontrar soluções para nossos problemas. Por isso, não poderíamos deixar de pedir apoio tecnológico para ampliação dos serviços que já executamos no combate as queimadas ilegais”, pontuou Cameli.


O diretor de Paisagem nos Estados Unidos, Daniel Kandt, disse que se inicia agora uma nova fase dessa parceria com o Brasil. “Estamos aqui porque temos uma história de conservação. O governo do Estados Unidos está disposto a colaborar em todos os níveis de governo. Estamos aqui para ouvir quais as prioridades e quais os desafios para que os estados que compõem a Amazônia Legal possam ter mais desempenho nos combates aos ilícitos ambientais”, enfatizou.


Agência Acre


Compartilhar

Facebook
Twitter
WhatsApp
LinkedIn
23.1 digital master super banner pmrb rbo do futuro 2024 ezgif.com gif to avif converter (1)

Últimas Notícias