Pesquisar
Close this search box.
banner ac 24h

Rio Branco é uma das capitais ameaçadas pelo aumento de doenças respiratórias

sindrome respiratoria

Novo boletim divulgado pela Fiocruz aponta o Acre conseguiu ficar fora dos estados que apresentam sinal de crescimento de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) no longo prazo, mas Rio Branco segue na lista de capitais ameaçadas pela elevação dessas doenças.


“Entre as capitais, 10 mostram indícios de crescimento de SRAG: Boa Vista (RR), Campo Grande (MS), Cuiabá (MT), Macapá (AP), Porto Alegre (RS), Rio Branco, Rio de Janeiro (RJ), São Paulo (SP), Teresina (PI) e Vitória (ES)”, diz o Boletim InfoGripe, atualizado semanalmente pela Fiocruz.


O cenário atual do aumento de SRAG no país é decorrente fundamentalmente dos vírus influenza A, vírus sincicial respiratório (VSR) e rinovírus, que indicam retomada de crescimento na maioria dos estados da região Centro-Sul do Brasil. Além disso, alguns estados do Norte, como o Amapá, Roraima e Ceará, também registram manutenção do aumento de VSR em crianças pequenas.


No longo prazo, as SRAGs mostram tendência de redução ou estabilidade no Acre mas podem avançar no curto prazo, segundo o mapa da Fiocruz.


A Covid-19 tem se mantido em patamares baixos quando comparada ao seu histórico de circulação. Contudo, o vírus tem sido a principal causa de internação por SRAG entre os idosos no estado do Ceará nas últimas semanas. Além disso, alguns estados do Norte e Nordeste também têm apresentado uma leve atividade de Covid-19. A pesquisadora do Programa de Computação Científica da Fiocruz (Procc/Fiocruz) e do InfoGripe, Tatiana Portella, faz o alerta: “reforçamos que ainda não tem nenhum sinal claro de crescimento de circulação da Covid tanto no Brasil quanto nessas regiões. No entanto, esse início de atividade do vírus nas regiões Norte e Nordeste merece a nossa atenção nas próximas semanas. É importante que os hospitais e as unidades sentinelas de síndrome gripal dessas regiões reforcem a atenção para qualquer sinal de aumento na circulação do vírus”, destaca Portella.


Acesse o InfoGripe e saiba mais: https://agencia.fiocruz.br/sites/agencia.fiocruz.br/files/u91/resumo_infogripe_2024_25.pdf


Compartilhar

Facebook
Twitter
WhatsApp
LinkedIn
ba banner portal microcredito 960x100px mai24

Últimas Notícias