Pesquisar
Close this search box.
970x250 (1)

“Não tenho como apoiá-lo”, diz Bolsonaro sobre candidatura de Pablo Marçal em SP

microsoftteams image 27
O ex-presidente Jair Bolsonaro deu mostras de sua força política, avaliam analistas (Foto: Reuters/Ton Molina)

O pré-candidato do PRTB à prefeitura de São Paulo (SP), Pablo Marçal, não deve contar com o apoio público do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) nas eleições municipais de outubro deste ano. Ao menos é o que afirmou o próprio Bolsonaro, nesta quarta-feira (5), após um encontro com o coach, influencer e empresário, em Brasília (DF).


O ex-presidente, que tem uma boa relação com Marçal e foi apoiado por ele na campanha de 2022, reiterou seu apoio à candidatura à reeleição do prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes (MDB).


“Eu disse a ele [Marçal] que tenho um compromisso com o prefeito através da indicação do vice, o coronel [Ricardo] Mello Araújo. A essa altura do campeonato, eu não tenho como apoiá-lo”, disse Bolsonaro, em entrevista ao jornal Folha de S.Paulo.


Ainda de acordo com o ex-presidente, caso Marçal chegue ao segundo turno na eleição paulistana, os dois podem conversar novamente sobre um eventual apoio, dependendo do adversário. “Até lá, eu estou com o prefeito e com o coronel Mello Araújo”, disse Bolsonaro.


Na terça-feira (4), circulando pelos corredores da Câmara dos Deputados, Pablo Marçal garantiu a parlamentares e jornalistas que terá o apoio de Bolsonaro na eleição. “Ele estará comigo”, afirmou o pré-candidato do PRTB.


Quem é Pablo Marçal

Fenômeno nas redes sociais, com mais de 10 milhões de seguidores apenas no Instagram, o investidor, escritor e influenciador digital apresentou sua pré-candidatura à prefeitura de São Paulo (SP) pelo Partido Renovador Trabalhista Brasileiro (PRTB).


De acordo com os dados da mais recente pesquisa do Datafolha, divulgada na quarta-feira (29), Marçal nem bem se apresentou como postulante ao cargo máximo da administração paulistana e já aparece pontuando como um dos principais concorrentes, personificando a figura do candidato “outsider” – que não faz parte do habitat político, o que pode ser um trunfo na eleição.


O pré-candidato do PRTB obteve 7% das intenções de voto, segundo o levantamento do instituto, e está tecnicamente empatado com nomes mais conhecidos do mundo político, como a deputada federal Tabata Amaral (PSB) e o apresentador de TV José Luiz Datena (PSDB), ambos com 8%.


Isso significa que, recém-chegado à disputa pela prefeitura da maior cidade do país, Pablo Marçal já integra o segundo pelotão da disputa, atrás apenas dos dois líderes que vêm polarizando o cenário eleitoral em São Paulo – o deputado federal Guilherme Boulos (PSOL), com 24%, e o prefeito e candidato à reeleição Ricardo Nunes (MDB), com 23%.


No segundo cenário testado pelo Datafolha, sem a presença de Datena e do deputado federal Kim Kataguiri (União Brasil), Pablo Marçal tem um desempenho ainda melhor, aparecendo com 9% das intenções de voto – numericamente empatado com Tabata.


Nesse cenário, Marçal e Tabata estão tecnicamente empatados com Marina Helena (Novo), que tem 6% das menções. Os dois primeiros colocados continuam sendo Nunes e Boulos, desta vez com o atual prefeito numericamente à frente: 26% a 24%, dentro da margem de erro de 3 pontos percentuais para mais ou para menos.


Compartilhar

Facebook
Twitter
WhatsApp
LinkedIn
192882c8aaa53f9b4e234a4553bdad21

Últimas Notícias