Pesquisar
Close this search box.
1200 x 250 agnot

Dólar volta a subir e Ibovespa devolve ganhos após novas falas de Lula contra Banco Central

dolar americano

Os mercados de ação e de câmbio tiveram reação negativa a novas críticas do presidente Luiz Inácio da Silva contra o Banco Central.


O Ibovespa, que chegou a subir 1% na máxima do dia, devolveu ganhos e o dólar, que abriu o dia em queda de cerca de 1%, passou a subir nesta tarde.


Por volta de 14:50, o principal índice da bolsa operava sem direção certa, com alta de 0,07%, aos 120.342,48 pontos. Já o dólar subia 0,17% no mesmo horário, cotado a R$ 5,4468.


Lula lamentou nesta quinta-feira a decisão do Comitê de Política Monetária do Banco Central (Copom) de encerrar o ciclo de afrouxamento monetário e manter a taxa Selic em 10,50% ao ano, afirmando que o povo brasileiro é quem mais perde com a decisão.


“Foi uma pena que o Copom manteve, porque quem está perdendo com isso é o Brasil, é o povo brasileiro. Quanto mais a gente pagar de juros, menos dinheiro a gente tem para investir aqui dentro”, disse Lula em entrevista à rádio Verdinha, em Fortaleza.


Ele afirmou que o presidente da República não se mete nas decisões do Copom, mas questionou a autonomia da autoridade monetária, acusando-a de servir aos interesses do mercado financeiro.


“A decisão do Banco Central foi investir no mercado financeiro, foi investir nos especuladores que ganham dinheiro com juros. Nós queremos investir na produção”, pontuou.


O Comitê de Política Monetária (Copom) do BC decidiu na véspera interromper o ciclo de afrouxamento monetário iniciado em agosto do ano passado, dando destaque à piora das expectativas de inflação.


Também afirmou que a política monetária deve se manter contracionista por tempo suficiente em patamar que consolide não apenas o processo de desinflação, como também a ancoragem das expectativas em torno de suas metas.


De acordo com o gestor de renda variável Tiago Cunha, da Ace Capital, a bolsa reagiu mais cedo ao movimento de alívio originado na decisão do Copom.


“Mais do que o movimento na Selic, pesa a decisão unânime da diretoria, que aliviou um pouco as preocupações sobre uma eventual influência política na decisão de parte do comitê”, acrescentou.


De acordo com alguns profissionais do mercado, declarações do presidente Luiz Inácio Lula da Silva na terça-feira, voltando a criticar atuação do titular do BC, Roberto Campos Neto, adicionaram um componente político à reunião.


Ainda na quarta-feira, o Ibovespa já tinha mostrado melhora na parte final do pregão, renovando máximas, em uma sessão de liquidez bastante reduzida em razão do feriado nos Estados Unidos.


Apesar do alívio, o analista econômico Lucas Farina, da Genial Investimentos, destacou que a dúvida sobre a sucessão da presidência do BC continuará a alimentar incertezas do mercado acerca da condução futura da política monetária daqui em diante.


A piora na bolsa acompanhou declarações de Lula lamentando a decisão do Copom de encerrar o ciclo de afrouxamento monetário, em entrevista à Rádio Verdinha, em Fortaleza.


Em Wall Street, o S&P 500 também enfraqueceu, enquanto os rendimentos dos títulos de 10 anos do Tesouro norte-americano marcavam 4,271%, de 4,217% na véspera.


Compartilhar

Facebook
Twitter
WhatsApp
LinkedIn
192882c8aaa53f9b4e234a4553bdad21

Últimas Notícias