Pesquisar
Close this search box.
192882c8aaa53f9b4e234a4553bdad21

Autoridades caçam “Calango Azul”, que comanda crime na fronteira com a Bolívia

extra 1 1000x600

Apontado pela polícia como o principal líder criminoso em três municípios que fazem fronteira com a Bolívia, Everton Santana, o “Calango Azul”, é um dos criminosos mais procurados do Acre.


“Calango azul” é cabeça pensante de uma quadrilha envolvida com o tráfico de drogas e especialista no roubo de veículos, tendo como preferência caminhonetes, nos municípios de Acrelândia, Plácido de Castro e Capixaba.


Everton e seu braço direito, o boliviano “Tchou Louco”, conseguiram escapar a um cerco com a participação de cerca de 50 homens das forças de segurança, na região de Capixaba.


O delegado Aldízio Neto, de Capixaba, que comandou a operação durante três dias, chegou afirmar que “Calango Azul” seria o responsável pela articulação da maioria dos crimes de roubo de caminhonetes e tráfico de drogas nos municípios que fazem fronteira com a Bolívia.


De acordo com as informações, “Calango Azul” tem livre acesso nas Vilas Evo Morales, Santa Rosa e Maparro, essa ultima na fronteira com Capixaba, um dos seus principais redutos.


Ele costuma negociar os veículos roubado com narcotraficantes de Puerto Rico, considerado um dos grandes centros do crime do lado boliviano.


Seu parceiro de crime, o boliviano naturalizado brasileiro conhecido por “Tchou Louco”, cujo nome a própria polícia desconhece, é temido em território boliviano e grande suporte para que “Calango Azul” não seja preso no país andino. Por isso costuma agir na região de fronteira, que geralmente é delimitada por um rio ou igarapé.


Na última terça-feira (18), “Calango Azul” tentou roubar mais uma caminhonete em plena luz do dia no centro do Capixaba, quando o proprietário saiu correndo e mesmo sendo alvejado conseguiu entrar em casa e sair ileso.


O barulho dos tiros chamaram a atenção de várias pessoas, o que fez com que os assaltantes fugissem pelo Ramal Brasil/Bolívia.


Uma operação com participação de policiais militares de Capixaba, Senador Guiomard, Polícia Civil, Bope e Força Nacional, com o poio do CIOPAER, atuou por três dias na região e conseguiu prender quatro integrantes do bando, dos do quais do setor de apoio.


Apesar dos esforços, mais uma vez “Calango Azul” escapou da prisão e fugiu para lado boliviana com o parceiro “Tchou Louco”.


Compartilhar

Facebook
Twitter
WhatsApp
LinkedIn
1200 x 250 agnot

Últimas Notícias