Pesquisar
Close this search box.
cedimp otimizado ezgif.com gif to avif converter

Adolescente diz à polícia que gostava da irmã e só a matou para conseguir matar a mãe

whatsapp image 2024 05 22 at 08.01.53

O adolescente de 16 anos que confessou ter matado o pai, a mãe e a irmã dentro de casa, na Zona Oeste de São Paulo, afirmou à polícia que não tinha problemas com a irmã, mas que atirou nela porque a jovem poderia impedi-lo de matar a mãe.


Isac Tavares Santos, de 57 anos, Solange Aparecida Gomes, de 50 anos, e Letícia Gomes Santos, de 16 anos, foram encontrados mortos na residência. No domingo (19), o filho do casal ligou para a Polícia Militar e confessou o crime. Os corpos ficaram três dias no imóvel.

De acordo com o delegado Roberto Afonso, responsável pela investigação, o adolescente relatou que na última sexta-feira (17), após ter o celular e computador retirados pelos pais, decidiu matá-los.


Conforme a polícia, o jovem afirmou que se relacionava bem com a irmã, mas como a mãe chegaria na casa depois de seis horas e ele tinha intenção de também matá-la, ele não conseguiria manter a irmã em cativeiro e ela poderia impedir o crime.


Primeiro, ele pegou a arma de fogo do pai, que era da Guarda Civil Municipal de Jundiaí, e atirou contra o agente quando ele estava na cozinha e de costas por volta das 13h.


A irmã, que estava no primeiro andar da casa, ouviu o disparo e gritou. O adolescente, então, foi até ela e atirou contra seu rosto. A jovem não resistiu aos ferimentos e morreu no local.


“Ele fala que deu um tiro na nuca do pai. Aí a irmã ouviu o disparo, e ele acessou o primeiro andar e efetuou um disparo no rosto da irmã. Aguardou a mãe chegar. A mãe chegou e fez mais um disparo. Acertou a mãe. No dia seguinte, ele ainda pegou a faca e ainda esfaqueou a mãe porque ainda sentia raiva”, afirmou o delegado, ao g1.


Compartilhar

Facebook
Twitter
WhatsApp
LinkedIn
(ac) banner blitz economia atacale 21 junho

Últimas Notícias