Pesquisar
Close this search box.
Weather Data Source: El tiempo a 25 días

Servidor nega ambulância para cidadão que teria criticado prefeitura; veja

Reprodução
Receba notícias do Acre gratuitamente no WhatsApp do Ecos da Notícias.​

O chefe da Central de Ambulâncias de Nova Venécia (ES), Eduardo Cesana, recusou atendimento a um morador que teria falado mal da administração da cidade. A Secretaria de Saúde repudiou a ação e o servidor pediu exoneração nesta terça (26).


O que aconteceu


Um áudio vazado relevou a conversa entre Eduardo e um homem que solicitava a ambulância. O áudio da ligação circulou em grupos de mensagem durante o último fim de semana e foi divulgado pelo deputado Lucas Polese (PL) durante a Assembleia Legislativa ontem.


Eduardo falou que era para “deixar ele se virar, [porque] ele fala muito mal da administração”. O servidor afirmou que não atenderia o morador e orientou o solicitante a pedir ajuda para o Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência).


O cidadão caiu e machucou o pé. No áudio, o solicitante explica que o homem, um vigia da prefeitura que trabalha na rodoviária, tinha caído e teria quebrado o pé. A Secretaria de Saúde informou que o paciente foi atendido posteriormente pelo hospital da cidade e já está em casa.


O chefe da Central de Ambulâncias pediu exoneração do cargo. O servidor foi chamado para dar explicações à administração e assumiu a fala infeliz que proferiu, reconhecendo o erro, segundo a Secretaria de Saúde.


A Secretaria de Saúde repudiou o acontecimento e disse que preza por atendimento de qualidade para todos. “Foi uma fala individual e isolada, completamente infeliz, desnecessária e sem nenhum respaldo da administração pública municipal”, escreveu a pasta em nota.


O UOL tenta contato com Eduardo Cesana e com o gabinete da Prefeitura de Nova Venécia. O espaço segue aberto para manifestação.


Veja o vídeo:



Fonte: UOL


Compartilhar

Facebook
Twitter
WhatsApp
LinkedIn

Últimas notícias

Últimas Notícias