Pesquisar
Close this search box.
Weather Data Source: El tiempo a 25 días

Jogadores do Atlético Acreano são alvos de operação que investiga manipulação de resultados

Receba notícias do Acre gratuitamente no WhatsApp do Ecos da Notícias.​

O cerco contra a manipulação de resultados no futebol brasileiro está se fechando. No Acre, os rumores e investigações sobre o envolvimento de clubes e atletas em manipulação de resultados não é novidade.


Nesta terça-feira, 26, mais um capítulo, deste vez, envolvendo jogadores do Atlético Acreano. Dois jogadores, de fora do estado, que não tiveram os nomes revelados, mas que vestem a camisa do Galo Carijó tiveram seus celulares apreendidos como parte das investigações desencadeadas pelo Ministério Público do Estado do Rio Grande do Norte.


A notícia foi inicialmente veiculada pelo GE do Rio Grande do Norte. Veja abaixo:


O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) deflagrou nesta terça-feira a operação “Gol Contra”, que apura a existência de suposto esquema de manipulação de resultados em jogos de futebol. Foram cumpridos mandados de busca e apreensão nas cidades de Ceará-Mirim, no RN, e ainda em Rio Branco, no Acre. De acordo com o MPRN, “até o momento, pelo menos seis pessoas são suspeitas de envolvimento com o suposto esquema”.


Segundo o MP, o esquema de manipulação de resultados estaria ocorrendo em campeonatos organizados pela Federação Norte-rio-grandense de Futebol, e “havia um arranjo a fim de favorecer determinados grupos em apostas predatórias realizadas no chamado ‘mercado bet’”.


“O MPRN já tem evidências que existem apostadores que se beneficiam por participarem diretamente ou por informação privilegiada; que há aliciadores que ofertam valores ao corpo técnico dos times envolvidos para obtenção de resultados fraudados; também existem jogadores que são protagonistas em campo; e ainda possíveis dirigentes e/ou técnicos coniventes ou envolvidos no suposto esquema. Para o MPRN, já há fortes elementos indiciários e sinais exteriores concretos aptos para pontar as fraudes”, destaca o comunicado.


São apurados os crimes contra a incerteza do resultado esportivo, previstos na Lei Geral do Esporte, além de associação criminosa, prevista no Código Penal.


O material apreendido será analisado pelo MPRN, que ainda investiga o possível envolvimento de outras pessoas no suposto esquema de manipulação de resultados de partidas de futebol.


Jogos suspeitos


Em janeiro, a Federação de Futebol do Rio Grande do Norte encaminhou ao MP uma denúncia de suspeita de manipulação de resultados em dois jogos do Campeonato Potiguar 2024. As partidas citadas foram ABC 6 x 0 Força e Luz, realizada no dia 17 de janeiro, e Globo FC 0 x 2 Santa Cruz de Natal, no dia 21.


De acordo com o presidente da FNF, José Vanildo da Silva, a suspeita de manipulação foi fornecida à entidade por uma empresa contratada pela Confederação Brasileira de Futebol para monitorar possíveis fraudes em sites de apostas.


Compartilhar

Facebook
Twitter
WhatsApp
LinkedIn

Últimas notícias

Últimas Notícias