Pesquisar
Close this search box.
Weather Data Source: El tiempo a 25 días

Caiado: União Brasil acionará TSE e pedirá cassação de Bivar na Câmara

Receba notícias do Acre gratuitamente no WhatsApp do Ecos da Notícias.​

O governador do Goiás, Ronaldo Caiado (União), afirmou, nesta terça-feira (12/3), que o União Brasil fará uma denúncia contra o deputado Luciano Bivar (União-PE) ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O político suspeita que Bivar tenha envolvimento no incêndio à casa de praia de Antônio Rueda, presidente eleito do partido.


 


Na noite de segunda-feira (11/3), as casas de praia de Antônio Rueda e da irmã de Rueda, tesoureira do partido, foram incendiadas. Os imóveis ficam em um condomínio de Ipojuca (PE). Bivar também tem uma casa no mesmo condomínio.


 


Rueda e Bivar brigam pela presidência do partido desde o início do ano. Após o incêndio, uma ala do União levantou suspeitas sobre a participação de Bivar no caso. Para Caiado, o incêndio foi um “crime político e um atentado contra o União Brasil”. Além da representação junto ao TSE, Caiado informou que pedirá a cassação do mandato de Bivar.


 


“O governador Ronaldo Caiado avalia que o incêndio que aconteceu na casa do advogado Antônio Rueda, e da irmã dele, foi um crime político e um atentado contra o União Brasil. Fato inaceitável e que não ficará impune. O partido fará uma representação junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para que o caso seja investigado. Também será pedida a cassação do mandato do deputado federal Luciano Bivar”, informou o governador em nota.


 


Durante coletiva de imprensa nesta manhã, Bivar foi questionado sobre as acusações de Caiado. Ele chamou o governador de “pigmeu moral”. “O Caiado não reflete o tamanho que ele é. Ele é um pigmeu moral. Ele, até o próprio Bolsonaro falou que ele é desprezível, há pouco tempo no Rio Grande do Sul”, afirmou.


 


Briga interna no União


 


O partido tem sido palco de brigas internas desde o início do ano. Em fevereiro, Luciano Bivar, então presidente da legenda, tentou se manter na chefia do partido apesar de um suposto acordo para que Antônio Rueda assumisse o cargo.


 


Bivar tentou adiar a convenção coletiva do partido prevista para 29 de fevereiro, mas acabou vencido. Antônio Rueda foi eleito presidente nacional do União Brasil, e o ex-prefeito de Salvador, ACM Neto, assumiu como 1º vice-presidente da legenda. O senador Davi Alcolumbre (AP) ficou no posto de secretário-geral.


 


No fim de fevereiro, Rueda apresentou uma representação criminal contra Bivar à Delegacia Especial de Crimes Cibernéticos da Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF), pedindo que o parlamentar fosse investigado por ameaça.


 


A acusação de Antônio Rueda — de que Luciano Bivar ameaçou de morte ele e uma pessoa de sua família — tem como principal evidência um vídeo de pouco mais de 30 segundos. Segundo a queixa, as imagens mostram uma conversa de Rueda com Bivar ao telefone, por volta das 23h do dia 26 de fevereiro. No breve trecho anexado ao processo, uma voz, que seria de Bivar, diz a Rueda que “acabaria” com esse familiar. O vídeo não mostra o contexto da conversa.


 


União pede investigação da PF


 


Nesta terça-feira, a bancada do União Brasil no Congresso Nacional informou que pedirá que a Polícia Federal investigue o incêndio contra a casa de Rueda. A informação é da coluna Igor Gadelha, do Metrópoles.


 


A ideia da bancada é enviar um ofício assinado por todos os 58 deputados federais e sete senadores do União Brasil ao ministro da Justiça, Ricardo Lewandowski, pedindo a entrada da PF no caso e a celeridade nas investigações.


Compartilhar

Facebook
Twitter
WhatsApp
LinkedIn

Últimas notícias

Últimas Notícias