Pesquisar
Close this search box.
Weather Data Source: El tiempo a 25 días

Abate de bovinos chega a 466 mil cabeças e cresce 38% no Acre em 2023: “maior volume da década”, comemora produtor

Receba notícias do Acre gratuitamente no WhatsApp do Ecos da Notícias.​

Em 2022, o Acre abateu 337.834 cabeças de bovinos em todo o Estado e, no ano seguinte, o abate chegou a 466.875 cabeças, variação positiva de 38,2% em um ano, segundo a Estatística da Produção Pecuária, estudo divulgado nesta quinta-feira (14) pelo IBGE.


De acordo com levantamento compilado por Nenê Junqueira, ex-secretário de Estado de Agropecuária, produtor rural e liderança no segmento pecuário, 65% dos animais abatidos no Acre são comercializados em outros estados e apenas 35% é comercializado no comércio local.


Os dados referem-se ao terceiro trimestre de 2023 e, comparando a igual período de 2022, o crescimento é ainda maior, de 57,7%. “Foi o maior volume dos últimos 10 anos, o rebanho acreano vem crescendo ano a ano e isso deu um novo momento para as indústrias frigoríficas do nosso estado, que hoje maioria delas estão trabalhando com a capacidade máxima de produção, ou seja, a matéria-prima que é o boi gordo está com uma maior oferta no mercado”, analisa Junqueira.


“O abate de 1,61 milhão de cabeças de bovinos a mais no 4º trimestre de 2023 em relação ao mesmo período do ano anterior foi impulsionado por aumentos em 22 das 27 Unidades da Federação. Entre aquelas com participação acima de 1,0%, as variações mais significativas ocorreram em: Mato Grosso (+377,78 mil cabeças), Rondônia (+210,87 mil cabeças), Pará (+204,45 mil cabeças), Goiás (+199,14 mil cabeças), Minas Gerais (+152,85 mil cabeças), São Paulo (+98,23 mil cabeças), Bahia (+73,82 mil cabeças), Acre (+48,02 mil cabeças), Tocantins (+46,97 mil cabeças), Santa Catarina (+33,59 mil cabeças), Rio Grande do Sul (+32,15 mil cabeças), Paraná (+22,76 mil cabeças) e Mato Grosso do Sul (+16,04 mil cabeças). No ranking das UFs, Mato Grosso continua liderando o abate de bovinos, com 17,2% da participação nacional, seguido por São Paulo (10,3%) e Goiás (10,1%)”, diz o IBGE.


No país, em 2023, foram abatidos 34,06 milhões de cabeças de bovinos, com alta de 13,7% frente ao ano anterior, dando sequência à tendência de crescimento verificada em 2022.


Compartilhar

Facebook
Twitter
WhatsApp
LinkedIn

Últimas notícias

Últimas Notícias