Pesquisar
Close this search box.
192882c8aaa53f9b4e234a4553bdad21

Dois suspeitos são detidos pelo assassinato do sobrinho-neto da Ministra Marina Silva no Acre

Dois homens foram detidos nesta quinta-feira (8), suspeitos de terem ligação com a morte do sobrinho-neto da Ministra do Meio Ambiente, Marina Silva. Segundo informações da Polícia Civil, os homens ainda são apenas suspeitos. Testemunhas também estão sendo ouvidas.


Cauã Nascimento Silva, de 19 anos, levou três tiros na tarde da última terça-feira (6), depois que dois homens invadiram a casa em que ele vivia na Rua Baguari, no bairro Taquari, no Segundo Distrito da capital acreana.


A vítima estava no quarto quando a casa foi invadida por dois homens, que foram até o cômodo e atiraram nele. A vítima morava com a tia, um primo e outros parentes na casa.


Equipe da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) estive no local para coletar provas e iniciar as investigações — Foto: Reprodução

Equipe da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) estive no local para coletar provas e iniciar as investigações — Foto: Reprodução

O delegado do Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa, DHPP, responsável pelo caso, Cristiano Ferreira de Bastos, explica que as prisões são apenas o começo da investigação. “Nós conduzimos os suspeitos, mas não tem nada concreto ainda não. Passamos o dia ontem [7] buscando testemunhas, entrevistando. Tem os suspeitos que a gente conduziu, mas não tem comprovação ainda não”, explica.


Crime

 


Um morador da região, que pediu para não ter o nome divulgado, afirma que após o crime, viu dois homens subindo em uma motocicleta e fugindo. “Ouvi os tiros. Estava trabalhando quando ouvi o barulho, até achei que era o vizinho que trabalha em uma oficina. Olhei pra rua e vi dois caras de moto saindo em fuga. Deduzi que tinha acontecido alguma coisa”, relatou a testemunha.


O vizinho disse ainda que a tia do rapaz não estava na casa no momento do crime. Contudo, havia um primo da vítima, uma criança de aproximadamente 9 anos, em outro quarto. A criança teria saído correndo quando ouviu o barulho.


“Achamos ele no fundo do quintal assustado. Quando ouviu os tiros saiu correndo. Tiramos ele de lá, estava muito assustado. Os caras arrombaram a casa, entraram já sabendo onde ele [vítima] estava e não teve reação de nada. O menino menor saiu correndo, mas ele, como era maior, era pra estar mais esperto e ter corrido também”, pontuou.


A testemunha relatou ainda que o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado, mas que Cauã Silva morreu antes da chegada da equipe.


A área foi isolada pela Polícia Militar e as equipes da Delegacia de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP) estiveram local para fazer a perícia.


Por G1 Acre


Compartilhar

Facebook
Twitter
WhatsApp
LinkedIn
banner ac qua e qui verde 19 e 20 de junho

Últimas Notícias