Pesquisar
Close this search box.
ba banner portal microcredito 960x100px mai24

Gabriel Pec brilha, Vasco vence Fluminense em jogo eletrizante e respira no Brasileiro

O Vasco venceu o Fluminense por 4 a 2 em jogo válido pela 23ª rodada do Campeonato Brasileiro. O duelo foi no estádio Nilton Santos, pois São Januário segue fechado para público por decisão judicial. Os gols foram marcados por Praxedes, Marcelo, Vegetti, Lima e Gabriel Pec.


O Vasco jogou com intensidade e conseguiu abriu o placar aos 23 minutos do primeiro tempo com Praxedes. Na volta do intervalo, o jogo se tornou eletrizante, com três gols em 10 minutos.


Na segunda etapa, Marcelo não precisou de mais de um minuto para empatar com um golaço. Vegetti, porém, conseguiu descontar menos de cinco minutos depois e colocou o Gigante à frente do placar mais uma vez. Mas o Tricolor não sentiu, e Lima deixou tudo igual outra vez.


Gabriel Pec não marcava há três meses e escolheu o clássico para quebrar a marca negativa com dois gols. Aos 28, aproveitou uma confusão entre a zaga do Flu e ampliou o placar.


Aos 39, Puma cruzou para Vegetti, que ajeitou para Pec fazer mais um e fechar a bela vitória do Vasco. Placar final 4 a 2.


Com o resultado, o Vasco chegou aos 20 pontos e ainda sonha com a permanência na elite do Brasileiro. A diferença hoje para o Goiás, o primeiro fora do Z4, é de cinco pontos, mas os cariocas têm um jogo a menos. O Flu estaciona nos 38 pontos e perde a chance de entrar no G4 da competição.


O próximo jogo do Gigante da Colina vai ser na próxima quinta-feira (21), às 19h, contra o Coritiba pelo Campeonato Brasileiro em São Januário, com o estádio aberto ao público. Já o Tricolor joga na quarta (20) contra o Cruzeiro, às 21h30, no Maracanã, também pelo Brasileirão.


Na conta de Ramón Díaz

As mudanças feitas na equipe pelo técnico Ramón Díaz pareceram ter pego o Fluminense de surpresa. O Vasco começou dominante, com um ótimo início de jogo de Marlon Gomes e Rossi, duas das apostas do argentino.


E depois de Marlon ter uma boa chance, foi Rossi quem apareceu na ponta, deixando Marcelo na saudade e cruzando na medida para Praxedes marcar o primeiro gol com a camisa vascaína. O gol coroou um Vasco mais dominante até aquela altura, mesmo com menos posse de bola.


Gabriel Pec decide

Barrado para o clássico, Gabriel Pec se tornou o personagem da gigantesca vitória do Vasco no clássico. Ele entrou no segundo tempo, ganhou a bola de André para marcar o terceiro e aproveitou a ajeitada de Vegetti para marcar o quarto e se tornar o artilheiro da equipe na temporada.


O camisa 11 agora soma 11 gols deixando para trás Pedro Raúl, com nove, e que já deixou o Cruz-Maltino.


Posse de bola pouco efetiva no primeiro tempo

Não foi diferente como todos os jogos do Fluminense de Fernando Diniz. Com o dobro de posse de bola do Vasco, o Tricolor girava para um lado e mostrava pouco efetividade na primeira etapa. O Cruz-Maltino apostou no desafogo pelos lados, deixando o Flu sem reação.


O Tricolor chegou a alguns momentos tocando, em especial com John Kennedy, mas a ausência de um jogador cerebral, no caso Paulo Henrique Ganso, foi fundamental para a falta de criatividade do Flu para finalizar. O Vasco, ciente disso, apostou pelos lados para se sair melhor no início do jogo.


Dez minutos eletrizantes

Se o primeiro tempo foi um pouco abaixo do esperado para um clássico, o segundo tempo reservou uma grande partida, em especial os dez primeiros minutos. Com 1 minuto de jogo, Marcelo igualou o jogo com um belo chute.


O Vasco sequer sentiu o gol. Rossi, três minutos depois, cobrou escanteio na cabeça do goleador Vegetti para colocar outra vez o Cruz-Maltino à frente. E para quem pensou que o Flu ia se abater, quebrou a cara. Lima igualou o jogo em 2 a 2. Tudo isso, antes dos dez minutos da segunda etapa.


Assim não, André!

Com os dois times querendo jogo, a partida ficou aberta com chances criadas. Porém, uma falha individual de André prejudicou o Tricolor. O camisa 7 tentou recuar para Fábio e errou o passe. Gabriel Pec, esperto, tomou a bola e tocou na saída do goleiro tricolor para explodir o Nilton Santos.


Ainda deu tempo de Gabriel Pec marcar o quarto gol vascaíno – segundo no jogo – e garantir a importante vitória no clássico e o respiro do Cruz-Maltino na luta contra o rebaxamento.


Payet encontra a torcida do Vasco

O segundo tempo ainda reservou o primeiro encontro de Payet com a torcida do Vasco como mandante. Em Salvador, o francês teve o primeiro contato com os vascaínos de Salvador, dessa vez, pôde ver de perto os do Rio de Janeiro.


No dia 21, ele vai fazer o primeiro jogo com a torcida em São Januário, diante do Coritiba.


Preocupação tricolor

Se o resultado era ruim para o Fluminense, a situação pode piorar para a sequência dos decisivos jogos em setembro. Jhon Arias deixou o campo chorando após pancada no tornozelo direito e pode se tornar uma dor de cabeça para a semifinal da Copa Libertadores, dia 27, diante do Internacional, no Maracanã.


Vasco 4×2 Fluminense

Vasco

Léo Jardim; Pumita Rodríguez, Maicon, Léo (Zé Vitor) e Lucas Piton; Zé Gabriel, Praxedes (Matheus Carvalho), Marlon Gomes (Payet) e Paulinho; Rossi (Gabriel Pec) e Vegetti (Barros). Técnico: Ramón Díaz.


Fluminense

Fábio; Guga (Yoni González), Nino, Marlon (Martinelli) e Marcelo (Diogo Barbosa); André, Alexsander (Daniel) e Arias (Lima); Keno, John Kennedy e Cano. Técnico: Eduardo Barros.


Gols: Praxedes (22 min 1ºT), Vegetti (4 min 2ºT) e Gabriel Pec (28 min 2ºT e 39 min 2ºT) para o Vasco; Marcelo (1 min 2ºT) e Lima (10 min 2ºT) para o Fluminense.
Cartões amarelos: Vegetti, Gabriel Pec, Zé Gabriel e Pumita Rodríguez (VAS); Marlon (FLU).


Motivo: 23ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro.
Data e horário: 16 de setembro de 2023 (quinta-feira), às 16h.
Local: Estádio Nilton Santos, Rio de Janeiro.
Árbitro: Raphael Claus (Fifa/SP).
Auxiliares: Danilo Ricardo Simon Manis (Fifa/SP) e Neuza Ines Back (Fifa/SP).
VAR: Daiane Muniz (Fifa/SP).


Compartilhar

Facebook
Twitter
WhatsApp
LinkedIn
ba banner portal microcredito 960x100px mai24

Últimas Notícias