Pesquisar
Close this search box.
23.1 digital master super banner pmrb rbo do futuro 2024 ezgif.com gif to avif converter (1)

Após troca de tiros, suspeitos de cometer série de roubos são mortos

Após troca de tiros com policiais, dois integrantes de um grupo suspeito de praticar uma série de roubos no conjunto Almir Gabriel, em Marituba, na Grande Belém, foram mortos durante uma ação policial no último domingo (13).


De acordo com a Polícia Militar (PM), durante rondas ostensivas, os agentes viram um carro com as mesmas características do veículo que, segundo informações, estaria sendo usado para praticar roubos na área.


Na tentativa de abordagem, os suspeitos fugiram e iniciaram uma troca de tiros com os militares Um policial foi atingido na mão.


A PM relatou que o grupo, de quatro pessoas, continuou a fuga e entrou em uma igreja, onde tentou fazer reféns os participantes da celebração religiosa.


Os criminosos continuaram os disparos e dois deles foram atingidos e encaminhados para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA), mas não resistiram aos ferimentos e morreram, conforme afirmou a PM.


Uma mulher, que seria comparsa dos criminosos, e um homem que participava da celebração, também foram atingidos.


Ambos foram socorridos e, após os cuidados médicos, a suspeita foi encaminhada à delegacia de Marituba, junto com o condutor do veículo usado nos crimes.


De acordo com a Rede de Integração Nacional de Informações de Segurança Pública e Justiça (Infoseg), um dos autores do crime, que morreu durante a troca de tiros, era fugitivo do sistema penitenciário.


Durante a ação, foram encontradas armas e munições com o grupo de suspeitos. — Foto: Ascom PMPA

Durante a ação, foram encontradas armas e munições com o grupo de suspeitos. — Foto: Ascom PMPA

Com o grupo, os policiais informaram que encontraram dois revólveres, uma pistola e munições, apresentados na seccional.


A PM também confirmou que o membro da igreja está recebendo atendimento médico e o policial que levou um tiro está sendo acompanhado pela corporação, por meio do Corpo Militar de Saúde e do Centro de Atenção Psicossocial (Ciap).


G1 Pará


Compartilhar

Facebook
Twitter
WhatsApp
LinkedIn
banner 970x250

Últimas Notícias