Pesquisar
Close this search box.
1200 x 250

SAÚDE: pacientes denunciam demora na realização de exames considerados urgentes

Foto: Reprodução

Pacientes procuraram a equipe do Ecos da Notícia e denunciaram a demora na realização de exames como eletroencefalograma, ressonância e colonoscopia na Fundação Hospital do Acre (Fundhacre).
De acordo com uma mãe, que prefere não se identificar, ela realizou agendamento, em maio desde ano, e, recentemente, ligou para a unidade para saber o motivo de mais de seis meses demora ser chamada, para um exame considerado urgente, e foi informada que estão chamando os agendados em 2019. Isso a preocupa, pois se agora que estão chamando os agendados em 2019, o exame da filha dela pode ocorrer somente em 2023. Outra mãe relata que foi informada que estão chamando de 2020 sem sedação e que iam demorar pra chamar a filha dela.
“Ruim mesmo é escutar da médica que precisa fazer particular, aja vista que se estamos no órgão público por ser difícil pagar algo”, desabafa uma mãe.
Outra reclamação é sobre algumas especialidades que o estado não cobre, como neuropsicólogo.
“Fui em busca de uma neuropsicóloga e descobri que era muito caro, ela tem que fazer avaliações e toda sessão é paga e o laudo é pago também. E quando fui na neurologista entregar o laudo ela pediu outro
eletroencefalograma, mas pediu que eu fizesse particular, pois a fundação estava chamando quem fez agendamento há dois anos”, diz.
Nossa equipe entrou em contato com a assessoria da Fundação Hospital Estadual do Acre (Fundhacre) que, em nota, respondeu que a demora para o exame é pelo fato da unidade ter somente uma profissional na área de anestesia. Orientou, também, que caso alguma mãe esteja com documentos de 2019 para realização de exames, deve procurar a ouvidoria da Fundhacre.
 
Leia a nota na íntegra:
 
NOTA DE ESCLARECIMENTO
Mediante questionamentos do site Ecos da Notícia sobre a demora de exames de Eletroencefalograma a Fundação Hospital do Acre (Fundhacre), esclarece que:
A demora na realização de exames do Eletroencefalograma, ocorre pelo fato
de a unidade hospitalar contar apenas com uma profissional na área de anestesia, e afirma ainda que os agendamentos irão ocorrer a partir Janeiro de 2022.
De acordo com o setor de Serviço de Apoio Diagnóstico Terapêutico não existe paciente de 2019 com sedação e nem sem sedação para ser chamado.
O chamamento está ocorrendo conforme agendando, adulto sem sedação do mês cinco de 2021, e criança com sedação do mês oito de 2020.
A Unidade Hospitalar destaca que caso alguma mãe esteja com documentos de 2019 para realização de exames, deve procurar a ouvidoria da Fundhacre.
João Paulo Silva
Presidente da Fundação Hospital Estadual do Acre – Fundhacre
 


Compartilhar

Facebook
Twitter
WhatsApp
LinkedIn
(ac) banner ofertas qua e qui verde atacale 22e23 05

Últimas Notícias