Pesquisar
Close this search box.
banner 970x250 (1)

Quem é Aung San Suu Kyi, a Nobel da Paz condenada a quatro anos de prisão após golpe militar em Mianmar

Foto: Yves Herman/Reuters

Aung San Suu Kyi foi condenada nesta segunda-feira (6) a quatro anos de prisão por incitar a dissidência contra os militares e quebrar as regras sanitárias durante a pandemia da Covid-19.


Ela está detida desde que uma junta militar derrubou seu governo em 1º de fevereiro de 2021, o que acabou com um breve período democrático em Mianmar.


Suu Kyi, de 76 anos, é conhecida por ter recebido o prêmio Nobel da Paz em 1991 e era, na prática, a líder do país desde 2015. Oficialmente, o cargo dela era o de presidente do NDL, o partido civil.


Filha de um herói da independência do país, o general Aung San, durante o regime militar, Suu Kyi foi presa – e assim ficou durante 15 anos (leia mais adiante nesta reportagem).


Ela só saiu da prisão em 2010, e se tornou líder do país. No poder, se aliou aos militares para perseguir uma minoria étnica, os rohingyas, que são muçulmanos (Mianmar é majoritariamente budista).


Refugiados rohingya saindo de Mianmar em direção a Palang Khali, em Bangladesh, próximo a Cox's Bazar, no dia 2 de novembro de 2017. — Foto: Hannah McKay/Reuters

Refugiados rohingya saindo de Mianmar em direção a Palang Khali, em Bangladesh, próximo a Cox’s Bazar, no dia 2 de novembro de 2017. — Foto: Hannah McKay/Reuters


Em 2019, ela foi a representante do país em um julgamento em uma Corte Internacional de Justiça. Mianmar é acusada de fazer limpeza étnica.


No país, há quem acredite que Aung San Suu Kyi fez uma concessão aos militares ao cooperar com eles para tentar fortalecer a democracia no país.


Compartilhar

Facebook
Twitter
WhatsApp
LinkedIn
banner ac4h feirão das carnes e frios

Últimas Notícias