Pesquisar
Close this search box.
23.1 digital master super banner pmrb rbo do futuro 2024 ezgif.com gif to avif converter (1)

ConecteSUS: Governo diz que recuperou dados de vacinados

O Ministério da Saúde informou neste domingo (12) que recuperou os registros dos brasileiros contra a covid-19, sem perda de informações, após o ataque atribuído a hackers na madrugada da última sexta-feira.
“Todos os dados foram recuperados com sucesso”, afirmou a pasta, em nota. O ministério afirma ainda que, “no momento, a pasta trabalha para restabelecer o mais rápido possível os sistemas para registro e emissão dos certificados de vacinação”.
As emissões do Certificado Nacional de Vacinação Covid-19 e da Carteira Nacional de Vacinação Digital, documentos obtidos por meio da plataforma ConecteSUS, ainda estão indisponíveis.
Para comprovar a vacinação contra a covid-19 sem o ConecteSUS, o brasileiro pode levar o comprovante de vacinação físico, entregue no ato da vacinação, para provar que recebeu o imunizante. Também é possível pedir a 2ª via do cartão físico.
Na mensagem postada nos sites do Ministério da Saúde, os hackers afirmam que os dados foram copiados e excluídos. A pasta informou que foram comprometidos temporariamente alguns sistemas, além do ConecteSUS, como o e-SUS Notifica e Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunização (SI-PNI).


Hackers foram identificados

A Polícia Federal afirmou que os hackers que invadiram os sistemas do Ministério da Saúde não tiveram acesso a dados importantes e que já foram identificados. As informações são da CNN.
Ainda de acordo com o canal, a PF conseguiu bloquear a conta que invadiu os portais e plataformas. Com isso, não houve criptografia nem sequestro de dados e boa parte do sistema já foi restabelecida.
Com a falha no aplicativo ConecteSUS, o governo federal vai adiar por sete dias a exigência da quarentena de 5 dias para vacinados. Antes, a medida passaria a valer a partir o dia 11 e, agora, entrará em vigor dia 18 de dezembro.
A medida prevê que pessoas não vacinadas que chegarem ao Brasil fiquei 5 dias em quarentena. Elas podem passar por um exame RT-PCR e, com o resultado negativo, estão livres para transitar pelo país.
O anúncio foi feito pelo secretário-executivo do Ministério da Saúde, Rodrigo Cruz. “Estive na Casa Civil e vamos postergar a vigência da portaria que trata das fronteiras, em especial os itens que falam sobre a apresentação do certificado de vacinação ou, em caso contrário, cumprimento da quarentena”, afirmou.
“Por precaução, vamos publicar uma portaria hoje postergando por 7 dias o início da vigência das regras postas. Iniciariam amanhã e passarão a viger no próximo sábado.” A medida ainda não foi publicada no Diário Oficial da União, mas será em breve.


Compartilhar

Facebook
Twitter
WhatsApp
LinkedIn
23.1 digital master super banner pmrb rbo do futuro 2024 ezgif.com gif to avif converter (1)

Últimas Notícias