Pesquisar
Close this search box.
970x250

Após estrangular idosa, suspeito embarcou em ônibus; veja vídeo

Foto: PCDF/Divulgação

Imagem da câmera de monitoramento de um ônibus flagrou José Paulo Trindade, 64 anos, embarcando no coletivo poucos minutos depois de assassinar a idosa Geralda Cândida Santos, 79. O latrocínio (roubo seguido de morte) aconteceu na segunda-feira (6/12), na QE 30, do Guará 2, e abalou os moradores da região (veja vídeo abaixo).


De acordo com as investigações da 4ª Delegacia de Polícia (Guará), José entrou na casa de Geralda às 10h51 e permaneceu no imóvel por 28 minutos. O homem teria oferecido um serviço de marcenaria para conseguir entrar na residência. Lá, houve luta corporal e o autor matou a vítima estrangulada com um fio de extensão. Ele roubou uma mochila e um notebook e, logo depois, entrou em um ônibus ainda na QE 30.


O vídeo registra a hora exata em que José embarca no coletivo. Em depoimento, o motorista contou que o passageiro não usava máscara de proteção facial e foi repreendido. “Houve uma pequena discussão entre o motorista e o autor por esse motivo. E também porque ele não teria apresentado a identidade para comprovar que era idoso”, ressaltou o delegado-chefe da 4ª DP, Anderson Espíndola.


Ferido e com marcas de sangue no rosto, José sentou no banco da frente e desceu na QI 7 do Guará 1. Depois, seguiu para Planaltina de Goiás, onde ficou na casa da filha durante o dia e passou a noite. Policiais civis conseguiram localizar o endereço da mulher, mas quando chegaram José não estava mais na casa. Aos investigadores, a mulher contou que o pai relatou que havia caído e, por isso, estava machucado no rosto. Até a última atualização dessa reportagem, ele não havia sido localizado.


Ficha criminal

José Paulo Trindade é foragido do sistema prisional do DF desde 2015 e acumula 16 passagens criminais por roubos e furtos. Natural de Porto Alegre (RS), o criminoso também tem seis mandados de prisão em aberto em São Paulo. Segundo as investigações, o acusado reside em Trindade (GO) e vem ao DF frequentemente para cometer crimes.


Em 2015, José fugiu do Centro de Progressão Penitenciária (CPP). De acordo com a apuração policial, ele também é suspeito de cometer dois estupros, um em Goiás e outro em Ceilândia.


Fonte: Correio Braziliense


Compartilhar

Facebook
Twitter
WhatsApp
LinkedIn
cedimp otimizado ezgif.com gif to avif converter

Últimas Notícias