Pesquisar
Close this search box.
192882c8aaa53f9b4e234a4553bdad21

Homem mata mulher a golpe de faca na saída do trabalho

homicidio-mulher-


Dois homicídios em menos de duas horas nesta segunda-feira em Rio Branco
Mais um crime passional, também classificado por crime de feminicídio foi registrado no início da noite desta segunda-feira (29) em Rio Branco, a capital do estado do Acre, que em menos de duas horas registrou dois crimes contra a vida.
O primeiro ocorreu contra um homem identificado por Samuel de Araújo Silva, de 31 anos, que foi executado em um pátio de um Posto de Combustível na estrada do Calafate.
O crime foi cometido por dois homens que estariam encapuzados e em uma motocicleta. O crime pode ter envolvimento com o tráfico de drogas.
Menor de duas horas depois, a comerciaria Keyla Viviane Santos, de 29 anos, foi assassinada com um único golpe de faca em frente a Loja em que trabalhava no bairro Estação Experimental.


O autor do crime foi o ex-marido de Keyla, identificado pelo nome de Adjunior dos Santos Sena, de 32 anos, preso pela Polícia Militar minutos depois, ainda de posse da faca usada para matar a ex-mulher.
De acordo com informações Keyla e Adjunior estavam separados há cerca de três meses, mas o marido não aceitava a separação e no final de semana (sábado 27), ele invadiu a casa da ex-mulher e a espancou, porque ela não quis reatar o relacionamento.
No final da tarde desta segunda-feira (29), minutos antes do encerramento do expediente da Loja em que trabalhava, Keyla foi chamada pelo ex-marido na porta da Loja.
A jovem não desconfiou que o ex-marido estava armado e pronto para matá-la e para evitar um escândalo, ela foi atende-lo.
Segundo colegas de trabalho da vítima, quando ela chegou na porta, ele a puxou pelo cabelo e desferiu um único golpe de faca no abdômen de Keyla que caiu noi chão e populares, comerciantes, colegas que testemunharam o crime saíram em perseguição.
Uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência – SAMU foi acionada, ao chegar ao local Keyla ainda estava com vida, mas em estado critico.
A equipe médica do SAMU tentou por cerca de 30 minutos reanima-la, mas Keyla não resistiu a gravidade do ferimento e morreu a caminho do Pronto Socorro.


homicidio-mulher-1


Criminoso é preso e alega ter consumido medicamento com cachaça
O acusado Adjunior Sena, foi preso por policiais do Batalhão de Operações Especiais – BOPE da Polícia Militar, ainda no bairro Estação Experimental.
Segundo informações o criminosos ao avistar a polícia saiu correndo e tentando invadir casas, mas foi preso na tentativa de pular o muro de uma casa.
Ele ainda estava com a arma suja de sangue usada para matar a ex-mulher. Ao ser encaminhado à Delegacia Especial de Atendimento à Mulher – DEAM, o criminoso alegou que estaria sob efeito de medicamento (Diazepan) e cachaça, por isso cometeu o crime.


homicidio-mulher-2


Acusado pode ser autuado por crime de feminicídio
Adjunior poderá ser indiciado por crime de feminicídio – Quando crime for praticado contra a mulher por razões da condição de sexo feminino.
A pena para o crime de feminicídio, segundo o Código Penal, a pena será aumentada de 1/3 até a metade se for praticado: a) durante a gravidez ou nos 3 meses posteriores ao parto; b) contra pessoa menor de 14 anos, maior de 60 anos ou com deficiência; c) na presença de ascendente ou descendente da vítima.
Por fim, a lei alterou o art. 1º da Lei 8072/90 (Lei de crimes hediondos) para incluir a alteração, deixando claro que o feminicídio é nova modalidade de homicídio qualificado, entrando, portanto, no rol dos crimes hediondos.


Compartilhar

Facebook
Twitter
WhatsApp
LinkedIn
banner ac24h feirão das carnes e frios

Últimas Notícias