Pesquisar
Close this search box.
banner oferta do dia ac24h

Polícia Civil do Acre conclui primeiro curso de Inteligência Artificial OSINT para agentes

ab924b7a 700e 4c6b b197 70d99f5235df scaled

Neste sábado, 6, a Polícia Civil do Acre (PCAC), por meio da Academia de Polícia (Acadepol), concluiu a primeira edição do curso de recurso de inteligência artificial OSINT (Open Source Intelligence), que significa Inteligência de Fonte Aberta em tradução livre. O curso, com duração de 20 horas/aula, capacitou 38 policiais civis da capital e do interior do estado.



A capacitação teve como foco a extração e o processamento de dados cibernéticos, um projeto desenvolvido pela direção geral da Polícia Civil do Acre em conjunto com a Acadepol. O objetivo é especializar os policiais civis para oferecer um melhor serviço à comunidade, considerando que o mundo atual é cada vez mais tecnológico e requer conhecimento técnico específico para manejar e extrair dados necessários na apuração de infrações criminais, que estão em constante evolução no campo virtual.


O delegado-geral da Polícia Civil do Acre, Dr. Henrique Maciel, destacou a importância do curso. “A capacitação dos nossos policiais em técnicas avançadas de inteligência artificial e cibernética é categórica para garantir a segurança e a eficácia das nossas operações. Este curso representa um passo significativo na modernização e aprimoramento das nossas habilidades investigativas, permitindo-nos combater de forma mais eficaz as infrações no campo virtual”, disse.


Para o diretor da Acadepol, Dr. Fabrizzio Sobreira, o objetivo dessa capacitação é fornecer aos policiais as ferramentas e o conhecimento necessários para enfrentar os desafios do mundo digital. “Com a crescente incidência de crimes cibernéticos, é essencial que nossa força policial esteja preparada para lidar com essas novas formas de criminalidade de maneira eficiente e eficaz”, enfatizou.


A Polícia Civil do Acre continuará investindo na formação e especialização de seus policiais para enfrentar os desafios impostos pela evolução tecnológica e assegurar uma atuação cada vez mais eficiente no combate ao crime.


 


 


 


Por Ascom/PCAC


Compartilhar

Facebook
Twitter
WhatsApp
LinkedIn
1200 x 250 agnot

Últimas Notícias