Pesquisar
Close this search box.
banner ac24h hortifruti

Quadrilha sacou ilegalmente FGTS de Paolo Guererro e outros jogadores de futebol

paolo guerrero
Paolo Guerrero ainda atuando pela LDU, em 2023 (Reprodução/Instagram/Conmebol e Sudamericana)

Uma quadrilha de golpistas desviou milhões de reais em recursos do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) de jogadores de futebol durante cerca de uma década. O golpe foi denunciado pela TV Globo, que mostrou a carta que o peruano Paolo Guerrero, ex-atacante de Corinthians, Flamengo e Internacional, enviou a um banco, no qual golpistas abriram uma conta em seu nome em 2022. Guerrero explicava que os recursos haviam sido desviados e que não reconhecia aquela conta e as transferências feitas por ela.


Segundo apuração da Globo, a quadrilha era formada por empresários, funcionários de bancos, advogados e até ex-jogadores.


Por lei, o FGTS é liberado ao trabalhador após o seu desligamento. Por isso, os criminosos, com o conhecimento que já detinham do meio futebolístico, procuravam atletas que haviam sido desligados recentemente de clubes, falsificavam assinaturas e documentos, acessavam o fundo do jogador na Caixa e transferiam os valores para contas que eles mesmos abriam em outros bancos, em nome de laranjas.


Guerrero conseguiu recuperar o dinheiro do seu FGTS, cerca de R$ 2,3 milhões, que haviam sido transferidos para cinco pessoas.


Outros atletas foram vítimas da quadrilha, como Ramires, que passou pelo Chelsea, Palmeiras e hoje é aposentado, Maikon Leite, ex-Palmeiras, Elano, ex-Santos e que hoje atua como treinador, o equatoriano João Rojas, ex-São Paulo, e o peruano Christian Cueva, ex-São Paulo e ex-Santos, segundo a TV Globo.


Compartilhar

Facebook
Twitter
WhatsApp
LinkedIn
970x250 (1)

Últimas Notícias