Pesquisar
Close this search box.
ba banner portal microcredito 960x100px mai24

Policiais Penais concluem Curso Operacional Integrado com treinamento tático e operacional

46 1024x683
Policiais penais fazem treinamento de tiro durante primeiro COI feminino. Foto: Zayra Amorim/Iapen.

Nove Policiais Penais participaram do primeiro Curso Operacional Integrado (COI) composto exclusivamente de mulheres, promovido pela Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp). O curso tem como objetivo uniformizar as práticas operacionais de todas as forças que compõem o Sistema Integrado de Segurança Pública (SISP). Na última quinta e sexta-feira, 20 e 21, as policiais passaram por um treinamento tático e de tiros no estande de tiros do BOPE e neste sábado, 22, passaram por um treinamento de sobrevivência policial no Centro Integrado de Ensino e Pesquisa em Segurança e Justiça (Cieps).


A diretora do Presídio Feminino de Rio Branco, e policial penal, Dalvani Azevedo, falou da importância do curso para as policiais penais. “Estamos adquirindo conhecimento e isso para o nosso trabalho tem uma relevância muito grande, é uma possibilidade de se preparar, de se capacitar e estar aqui junto com outras companheiras do sistema de segurança pública e compartilhar desses conhecimentos, enriquece a nossa profissão”, disse.


Dalvani Azevedo, diretora do Presídio Feminino de Rio Branco (usando chapéu e óculos à direita). Foto: Zayra Amorim/Iapen.

A Polícia Penal conta com policiais femininas que buscam se capacitar tanto quanto os policiais masculinos, já que ambos enfrentam adversidades e situações iguais e que precisam desse preparo. Percebendo essa necessidade, a policial penal Willianete Silva, que faz parte do sistema penitenciário desde 2008, explica que aproveita todas as vezes que tem a oportunidade de participar de práticas, cursos e treinamentos. “No decorrer desse tempo eu sempre procurei estar me capacitando, todos os cursos que foram disponibilizados no sistema eu procurei fazer e me capacitar. Como uma policial e mulher é de suma importância esse curso na área feminina. É bom que as mulheres policiais estejam capacitadas, porque assim como os homens, a gente também se depara com diversas situações. Eu fico muito feliz em estar fazendo parte desse primeiro curso”, destacou.


Policial Penal Willianete Silva, durante o curso. Foto: Zayra Amorim/Iapen.

O curso é ministrado para mulheres das Polícias Penal, Militar, Civil e Bombeiro Militar, totalizando 40 alunas. Segundo o presidente do Iapen, o delegado de Polícia Civil Marcos Frank Silva, o COI feminino, demonstra a importância da atuação das mulheres nas forças de segurança. “Tivemos êxito na capacitação das policiais e das bombeiras, que tiveram aí uma semana de bastante aprendizado, e viemos de alguma forma ressaltar e reafirmar o espaço que a mulher ocupa dentro da segurança pública”, frisou o presidente do Iapen.


Policial Penal, Leandro Santos, atuou como instrutor no primeiro COI feminino. Foto: Zayra Amorim/Iapen.

Além da integração das alunas, os instrutores também são de diferentes instituições da segurança pública. Entre eles, o Policial Penal Leandro Santos, que ressaltou a importância de compartilhar esse conhecimento entre as forças de segurança. “Esse é um curso integrado, onde participam agentes de todas as forças que compõem o SISP. Então, eu, como policial penal, me sinto muito feliz por fazer parte desse projeto, que vem dando certo. Essa integração é importante porque nivela o conhecimento das forças de segurança para um possível trabalho integrado de ações contra a criminalidade”, pontuou o instrutor.


Policiais e Bombeiras concluíram primeiro COI exclusivamente feminino. Foto: Antonio Moura/Iapen.

As 40 policiais das diferentes forças de segurança do estado, finalizaram o primeiro COI exclusivamente para mulheres na tarde deste sábado, 22, após o treinamento de sobrevivência policial.


Compartilhar

Facebook
Twitter
WhatsApp
LinkedIn
img 6916

Últimas Notícias