Pesquisar
Close this search box.
192882c8aaa53f9b4e234a4553bdad21

Gladson palestra em evento internacional sobre o clima promovido pelas Nações Unidas

img 9449 1000x600
Governador pontuou os avanços do Acre a favor do clima - Foto: Neto Lucena/Secom

O Dia do Conhecimento REDD+, promovido pelas Nações Unidas-REDD e pelo Banco Mundial, é um evento que visa promover a troca de conhecimentos e experiências referentes à implementação da política de REDD+.


Durante o evento, que ocorreu nesta quinta-feira, 27, em Oslo, na Noruega, o governador Gladson Cameli fez, com honras, a fala de encerramento do evento.


“Nosso estado é habitado por povos de diversas raças e etnias, verdadeiros heróis que carregam em sua trajetória histórias de lutas em um Brasil que orgulhosamente mantém 85% de suas florestas preservadas”, disse o governador em discurso.


Diversos agentes importantes do clima estavam presentes, como representantes da Organização das Nações Unidas (ONU), PNUD, PNUMA, FAO, do Banco Mundial e ambientalistas de diversos países que participam ativamente no mercado de ativos ambientais.


Cameli voltou a pontuar o pioneirismo e protagonismo do Acre ao nível mundial, ao garantir a conservação da biodiversidade e a manutenção de serviços ecossistêmicos com o programa jurisdicional de REDD+, ISA Carbono, do Sistema de Incentivos aos Serviços Ambientais (Sisa).


“A convergência entre ser humano e meio ambiente é importante para fortalecer a sociedade, a natureza, e a economia do nosso estado, uma vez que programas como o REM, financiado pelo Reino Unido e Alemanha, nos permitem ter projetos de agropecuária sustentável, apoio aos povos indígenas, produção familiar e atividades extrativistas legalizadas”, continuou o governante.


O governador pontuou, ainda, a elaboração e implementação do Plano Estadual de Prevenção e Controle do Desmatamento (PPCDQ-AC) e a assinatura do contrato com o Fundo Amazônia, para coibir queimadas ilegais com o projeto: Rumo ao Desmatamento Zero.


Neste ano de 2024 o estado do Acre reduziu seus alertas de desmatamento e queimadas.


Cameli destacou também a participação do Acre durante a Conferência das Partes (COP) 30, no próximo ano, em Belém.


“Durante a COP 30, que acontecerá no Brasil, o Acre planeja gerar créditos de alta integridade e realizar negociações que reafirmarão a responsabilidade socioambiental e compromisso do nosso governo com novas e concretas ações de cuidado com o meio ambiente”, concluiu.


O que é o REDD+


A sigla significa Redução de Emissões provenientes de Desmatamento e Degradação Florestal e o + (Conservação dos estoques de carbono florestal; manejo sustentável; aumento dos estoques de carbono florestal).


O Sistema de Incentivos a Serviços Ambientais (Sisa) reúne estratégias e instrumentos que beneficiam a sustentabilidade e conservação do meio ambiente, assim como incentivam a manutenção e ampliação da oferta de produtos e serviços ambientais.


O Acre é pioneiro na política de ativos ambientais com o programa REDD+ e conta com uma estratégia de repartição de benefícios que garante que cerca de 70% dos valores captados serão reinvestidos nas próprias comunidades locais, fortalecendo o desenvolvimento sustentável em aldeias indígenas e territórios de produção familiar sustentável, abrangendo também os povos tradicionais e ribeirinhos.


Os outros 30% são aplicados no fortalecimento do Sisa e em instrumentos de REDD+, o que garante a continuidade de políticas públicas efetivas.


Compartilhar

Facebook
Twitter
WhatsApp
LinkedIn
ba banner portal microcredito 960x100px mai24

Últimas Notícias