Pesquisar
Close this search box.
banner ac4h

Delegacia do Idoso no Acre intensifica ações durante o mês de conscientização sobre a violência contra a pessoa idosa

Fonte: pc.ac.gov.br

Atenção, respeito, estar presente, acolher, amor e carinho. Esses adjetivos são essenciais nos cuidados com a pessoa idosa. No entanto, quando se trata da segurança dessa população, os cuidados precisam ser ainda mais rigorosos, pois, em 90% dos casos, os crimes cometidos contra idosos são perpetrados por pessoas próximas e até mesmo por familiares.


Para enfrentar essa problemática, a Organização das Nações Unidas (ONU) criou, em 2011, o Dia Mundial de Conscientização sobre a Violência contra a Pessoa Idosa, lembrado em 15 de junho. A data tem como objetivo chamar a atenção para a existência de violações dos direitos dos idosos e divulgar formas de denunciá-las e combatê-las.


No Acre, a Delegacia de Atenção à Pessoa Idosa e com Deficiência, localizada na primeira regional de Rio Branco, é responsável por receber e investigar os casos de violência contra a pessoa idosa. Os crimes mais frequentes que a delegacia enfrenta diariamente incluem abandono familiar, maus-tratos físicos e psicológicos, e golpes financeiros, sendo a apropriação de proventos o mais comum. De acordo com o delegado titular da especializada, José Aníbal Tinoco, crimes como assassinato, violência sexual e tráfico de drogas são direcionados a outras especialidades.


“A violência contra o idoso ocorre a todo momento, escondida. Ninguém vê, mas sempre tem alguém que ouve e essa pessoa pode denunciar. Temos que valorizar a vida e não podemos admitir que a violência aconteça. A velhice é um momento de paz, de sabedoria, contudo a PCAC trabalha todos os crimes previstos no estatuto do idoso”, afirmou o delegado José Aníbal Tinoco Filho.


Em média, a Delegacia de Atenção à Pessoa Idosa tem uma média de 10 atendimentos diários, podendo chegar até 200 casos mensal, com cerca de 15 inquéritos instaurados mensais e 10 encaminhados a Justiça. As denúncias de violência contra a pessoa idosa podem ser feitas através do Disque 100. No entanto, é importante ressaltar que muitos trotes atrapalham os trabalhos investigativos da polícia, causando prejuízos e perda de tempo que poderiam ser dedicados a investigações de crimes reais.


Entre os dias 10 de junho e 11 de julho, as forças de segurança do Acre estão trabalhando na Operação “Virtude”, que é uma iniciativa do Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP) e da Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp). Esta operação, que ocorre em todo o Brasil, visa combater a violência contra a pessoa idosa por meio de ações preventivas e repressivas.


Durante este período, a Polícia Civil do Acre (PCAC) está focada nas denúncias recebidas pelo sistema. “Vamos verificar todas essas denúncias, fazer as visitas, relatórios sobre essas visitas e instaurar o procedimento, e também focar nos inquéritos que já existem na delegacia, para que possamos finalizá-los e encaminhar para a justiça”, afirmou o delegado geral de polícia, Henrique Maciel.


A Operação “Virtude” busca não apenas reprimir, mas também educar a população sobre a importância de proteger nossos idosos e garantir que a violência contra eles não fique impune. A ação reflete o compromisso das forças de segurança do Acre em garantir a dignidade e o respeito que todos os idosos merecem.


Fonte: POLÍCIA CIVIL DO ACRE


Compartilhar

Facebook
Twitter
WhatsApp
LinkedIn
cedimp otimizado ezgif.com gif to avif converter

Últimas Notícias