Pesquisar
Close this search box.
cedimp otimizado ezgif.com gif to avif converter

Acusado de homicídio corta tornozeleira e escapa da polícia no Acre

lucas 2 1000x600 1

Investigadores da Delegacia de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP) tentam localizar e prender o suspeito Lucas Cauã Lima de Oliveira, o “Ciborg”, que seria o autor dos disparos que mataram o também presidiário Mailon de Oliveira Ferreira (22).


A vítima foi sequestrada, executada e o cadáver desovado no Ramal da Carapanã, no Polo Benfica, em agosto do ano passado. O suspeito escapou da operação que prendeu os demais suspeitos de envolvimento no crime na manhã dessa quinta-feira, 6.


De acordo com o inquérito policial, Mailon tinha mandado de prisão e estava na condição de foragido da justiça, tendo mudado de endereço e passado a morar numa área de domínio de outra facção.


Sabendo do perigo que Mailon apresentava, Josivânio Saraiva da Silva, o “Metal”, teria pedido a autorização para que ele fosse julgado e condenado pelo Tribunal do Crime.


“Ciborg” teria sido então designado para cumprir a missão. Na noite de 18 de agosto do ano passado, Mailon foi sequestrado e depois de amarrado foi levado para o Ramal da Carapanã em um automóvel dirigido por Edilene de Jesus dos Santos, conhecida como “Dama da Morte”. Depois de ser espancada, a vítima foi executada com cinco tiros, dois dos quais na cabeça.


Prisões e fuga


Como Josivânio, o “Metal”, e Lucas Cauã, o “Ciborg”, eram presos monitorados, o delegado Alcino Júnior pediu a colaboração da Unidade de Monitoramento Eletrônico de Presos (UMEP) e do Instituto de Administração Penitenciária (IAPEN) para cumprir os mandados de prisão preventiva de ambos.


“Metal” foi preso no Centro, enquanto que “Ciborg” quebrou a tornozeleira eletrônica e fugiu. O mandado de prisão de Edilene de Jesus, foi cumprido no Presídio Feminino de Rio Branco.


Compartilhar

Facebook
Twitter
WhatsApp
LinkedIn
posto village ezgif.com gif to avif converter

Últimas Notícias