Pesquisar
Close this search box.
banner 970x250 (1)

Dólar perde força e fecha perto da estabilidade após abertura positiva e Fed no radar

O dólar comercial fechou perto da estabilidade nesta segunda-feira (20), no início de semana que tem como destaque a divulgação da ata da última reunião de política monetária do Federal Reserve (Fed), e após economistas consultados pelo Banco Central na pesquisa Focus elevarem suas projeções para a taxa Selic.


A moeda terminou os negócios cotada a R$5,105, pequena variação positiva de 0,05%. Na máxima do pregão, chegou a R$ 5,129.


O presidente do Fed de Atlanta, Raphael Bostic, disse hoje que levará algum tempo até que o banco central dos EUA esteja confiante de que a inflação está no caminho certo para voltar à meta de 2%.


Além de Bostic, outros dois membros do Fed devem falar nesta segunda-feira. Os mercados também se concentrarão na ata da última reunião de política monetária do Fed, que será divulgada na quarta-feira.


Qual a cotação do dólar hoje?

O dólar à vista caiu 0,05%, a R$ 5,105 na compra e na venda. Na B3, o contrato de dólar futuro de primeiro vencimento estava praticamente estável, com pequena variação positiva de 0,01%, equivalente a 5.108 pontos, por volta das 17h10.


Dólar comercial

Compra: R$ 5,104


Venda: R$ 5,105


Dólar turismo

Compra: R$ 5,139


Venda: R$ 5,319


O que aconteceu com o dólar hoje?

A divisa americana operou na parte da manhã e alta, mas perdeu força com os investidores aguardando mais pistas para ajudar a traçar a trajetória da taxa de juro dos EUA, na sequência dos comentários cautelosos de integrantes ​​do Federal Reserve, mesmo com a inflação a mostrar sinais de arrefecimento.


No cenário nacional, ainda devem ser divulgados dados semanais da balança comercial (15h) e, nos próximos dias, estão programados dados de transações correntes e de IDP, na sexta-feira, e há expectativas ainda pela divulgação de dados da arrecadação federal de abril, sem data prevista.


No Congresso, a votação do projeto sobre a desoneração da folha de pagamentos de 17 setores da economia e de municípios pode ocorrer nesta semana, após acordo fechado entre Legislativo e Executivo. O ministro da Fazenda, Fernando Haddad, disse que a equipe econômica apresentará nesta semana as estimativas de impacto e as medidas compensatórias referentes à manutenção da desoneração da folha dos 17 setores e dos municípios neste ano.


Compartilhar

Facebook
Twitter
WhatsApp
LinkedIn
970x250 (1)

Últimas Notícias