Pesquisar
Close this search box.
(ac) banner ofertas qua e qui verde atacale 22e23 05

Criadas por leis estaduais, sete cidades do Acre comemoram 32 anos neste domingo

fotos 00 junho 10 bandeira doacre foto sergio vale 1

O Acre está em festa neste domingo, 28, quando é celebrado o aniversário de sete cidades do estado, que foram criadas por leis estaduais em 1992. Acrelândia, Bujari, Capixaba, Epitaciolândia, Jordão, Porto Acre e Santa Rosa do Purus nasceram a partir do desmembramento de outras cidades.


Os municípios de Marechal Thaumaturgo, Porto Walter e Rodrigues Alves também foram fundados oficialmente no dia 28 de abril, mas decidiram passar as comemorações para outras datas, sendo elas 5 de novembro, 25 de junho e 28 de julho, respectivamente.


São mais de três décadas de fundação, e o governo do Estado, por meio da gestão do governador Gladson Cameli, nos últimos anos têm reforçado o apoio às gestões municipais, fazendo com que os municípios possam andar de mãos dadas com o Poder Executivo estadual quando o assunto é progresso.


“O governador tem que administrar pensando em todas as cidades do estado. Por isso, na minha gestão tenho prezado pelas parcerias com as prefeituras de cada cidade, abrindo o espaço para o diálogo e pensando em estratégias para que a gente avance, e quem ganha com isso é a população. É o que sempre digo: eu sozinho não consigo fazer nada. É preciso governar com união, para que a gente consiga melhorar a vida do povo”, afirmou o governante.


E, neste dia de celebração, a Agência de Notícias lista alguns dos principais investimentos em cada uma das sete cidades que estão comemorando mais um ano de fundação. Confira:


Manutenção do ramal em Acrelândia é feita pelo governo. Foto: Rafael Dias/Deracre

Acrelândia

A cidade, de acordo com o último censo demográfico, tem 14.021 habitantes, sendo que a maioria da população, mais de 8,7 mil pessoas, se declaram pardas. Nos últimos anos, o governo tem focado em agroindústrias; infraestrutura, saúde e acesso à cidadania.


Recentemente, no dia 25, o governador Gladson Cameli assinou duas importantes ordens de serviço para os acreanos. Uma delas, a recuperação das rodovias AC-40 e AC-475, que dão acesso à capital pelos municípios de Senador Guiomard, Plácido de Castro e Acrelândia.


“Desenvolvimento, infraestrutura e mostrar o comprometimento com a nossa população, em parceria com os municípios e o Legislativo, na pessoa do senador Márcio Bittar, é o nosso objetivo, aqui, hoje. Vamos entregar à população aquilo que foi prometido”, declarou o governador ao assinar o termo.


Outra importante obra na cidade foi a manutenção do Ramal Granada. Os trabalhadores atuam com serviços de reenquadramento dos pontos danificados, retirada e limpeza do pavimento quebrado, impermeabilização, aplicação e compactação da nova massa asfáltica.


No começo do ano, o Instituto de Identificação fez uma ação itinerante para a emissão de Carteiras de Identificação Nacional (CIN) e beneficiou 150 pessoas em Acrelândia. A parceria entre a Polícia Civil e a prefeitura da cidade foi fundamental para o sucesso da ação. 


A reforma e ampliação da Unidade Mista de Saúde de Acrelândia também foi uma obra importante, feita no final do ano passado. As intervenções foram para assegurar atendimento digno aos usuários do Serviço Único de Saúde (SUS) no hospital, que passou a atender 24 horas.


Focando no desenvolvimento do campo e fortalecendo a cadeia produtiva da banana no estado, o governo do Acre inaugurou a agroindústria Casa para Embalagens de Banana na cidade em novembro do ano passado.


“A população de Acrelândia tem um protagonismo na produção rural e entrega produtos de qualidade ao mercado. Nos próximos dias vou me reunir com os parlamentares e vamos discutir mais avanços na área da produção, gerando emprego e renda, e auxiliando quem quer trabalhar”, pontuou o governador Gladson Cameli, durante a inauguração.


Barragem retem água da bacia do igarapé redenção localizado no município de Bujari. Foto: Zenon Lopes/Saneacre

Bujari

Bujari foi o município acreano com o maior crescimento populacional em 12 anos, saindo de 8.471 pessoas em 2010, para 12.917 em 2022, um aumento de 52,48%. Em abril deste ano, a Secretaria de Estado de Educação, Cultura e Esportes do Acre (SEE), por meio do Departamento de Formação e Assistência Estudantil (Defae), certificou 2 assistentes educacionais e 23 professores mediadores, além de 7 gestores.


O assessor pedagógico do Departamento de Formação da SEE, Mário Roberto Machado, disse que a iniciativa faz parte do plano de governo e busca qualificar o quadro profissional e elevar a qualidade do ensino.


Em março deste ano, o Serviço de Água e Esgoto do Acre (Saneacre) concluiu as obras de reforço e ampliação da barragem no município de Bujari, em parceria com a prefeitura local. A intervenção, que durou quase um mês, teve como objetivo principal garantir segurança no abastecimento da população bujariense após o rompimento da contenção durante as fortes chuvas ocorridas nas últimas semanas de fevereiro passado.


“É meta prioritária da gestão Gladson Cameli universalizar os serviços de água e esgoto. Portanto, trabalhamos dia e noite para alcançar nosso objetivo”, disse o presidente do Saneacre, José Bestene.


No final do ano passado, o programa Saúde Itinerante levou atendimento Especializado Multidisciplinar em Neuropediatria para os moradores do Bujari. Ao todo, foram realizados 541 atendimentos.


“A Sesacre, preocupada com esse atendimento, está fazendo o trabalho inverso, levando os serviços próximo às pessoas que necessitam. Então, o benefício é muito grande para essas mães. A gente se preocupou com esse atendimento, proporcionando mais qualidade de vida para essas crianças”, disse Rosemary Vânia Fernandes Ruiz, chefe da Divisão de Saúde Itinerante Especializada.


Trabalho em parceria tem levado acesso para famílias em Capixaba. Foto: cedida

Capixaba

Outra ordem assinada pelo governador Gladson Cameli, no último dia 15, foi a de qualificação e adequação da Rua Carmo Cordeiro de Andrade, importante via de acesso a diversos bairros em Capixaba. De acordo com a presidente do Deracre, Sula Ximenes, será feito o recapeamento das rodovias estaduais e correções na rua em Capixaba.


“Vamos realizar a operação tapa-buraco e recapear com o micro-revestimento, além de realizar uma limpeza em todo o acostamento, melhorando a trafegabilidade da região”, disse.


No final do ano passado, o Serviço de Água e Esgoto do Estado do Acre (Saneacre) executou obras de extensão da rede de distribuição de água no município de Capixaba, alcançando mais de 132 famílias, que puderam ter acesso a água potável na porta de suas casas. As obras estão sendo executadas desde o último dia 7 de dezembro, em parceria com a prefeitura municipal, e contam com recursos de emenda parlamentar da deputada federal Meire Serafim, no valor de R$ 100 mil.


No ano passado, Capixaba também recebeu a caravana do Pré-Enem Legal, programa criado pela Secretaria de Educação (SEE) para ajudar nos estudos e na preparação dos alunos da rede pública ao Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).


Em Capixaba, o aulão foi ministrado para os alunos do terceiro ano das escolas Argentina Feitosa, Ariston Cunha e Nova Esperança. As aulas abordaram assuntos de todos os eixos temáticos de ciências da natureza, ciências humanas, matemática e linguagens, além da redação.


Ainda no ano passado, o governo construiu uma ponte sobre o Igarapé Prata, no Ramal Chico Mendes. Na entrega, o prefeito de Capixaba, Manoel Maia, enfatizou que a parceria com o Estado tem sido importante para as famílias do município.


“Agradeço ao governador Gladson Cameli pela parceria; a construção da ponte traz benefício e segurança para toda a comunidade e adjacências, garantindo o transporte escolar, as cadeias produtivas e a trafegabilidade da população”, enfatizou.


Cerca de 250 títulos definitivos foram entregues em Epitaciolândia. Foto: José Caminha/Secom

Epitaciolândia

Lá no Alto Acre, Epitaciolândia também esteve entre as 10 cidades com maior aumento da população em 12 anos e hoje conta com 18.757 moradores. A gestão tem atuado em saneamento, infraestrutura, pontes e também regularização fundiária.


O município, inclusive, é palco de uma das obras mais importantes e esperadas do estado: o anel viário, que agora fica a cargo do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT).


Desde junho de 2021, a construção do futuro contorno rodoviário da BR-317 estava sendo executada, por meio de convênio, pelo Departamento de Estradas de Rodagem, Infraestrutura Hidroviária e Aeroportuária do Acre (Deracre). Nesse período, o Estado ergueu a nova ponte sobre o Rio Acre, que possui 251,5 metros de comprimento.


A estimativa é que sejam investidos cerca de R$ 100 milhões no complexo viário. Os recursos serão utilizados na pavimentação de 10,3 quilômetros do novo traçado da pista e dos acessos à rodovia federal, nas duas cidades.


Fabrício Galvão, presidente do Dnit, diz ter conhecimento da importância dessa obra na região do Alto Acre e confirmou a finalização dela para beneficiamento da população.


“Acertamos com o governador que o Dnit assumirá este convênio e vai licitar o remanescente desta obra e entregar ao Acre este empreendimento. Queremos retomar este projeto o mais rápido possível”, afirmou.


A regularização fundiária também registrou avanços na região. Em março deste ano, o governo entregou 250 títulos definitivos de propriedade para bairros importantes da cidade de Epitaciolândia, incluindo a Escola Estadual Luiz Gonzaga da Rocha, a Escola Municipal José Hassem Hall Filho, o Parque Ecológico Wilson Pinheiro e 10 imóveis rurais no Polo Agroflorestal, em uma iniciativa do governo do Estado, por meio do Instituto de Terras do Acre (Iteracre), que beneficiou famílias assentadas desde o ano 2000 e que esperavam há muito tempo pelo documento em mãos.


A resposta estava na emoção de quem pôde segurar o documento. Miguel Borges, policial civil aposentado de Epitaciolândia, foi um dos convidados de honra na entrega dos títulos. Morador do Bairro Satel há 30 anos, criou nove filhos e se tornou um símbolo para a cidade.


“Para mim foi muito bom, até demais. Não esperava que acontecesse. Fiquei muito agradecido por ter recebido o documento gratuitamente. Tive a honra de ser o primeiro a receber o título, e isso é motivo de muito orgulho para mim. É o reconhecimento de que é meu e que passará para os meus filhos”, disse emocionado.


Ainda no ano passado, o governo entregou duas importantes pontes no Ramal da Filipina, em Epitaciolândia. Além disso, também teve expansão de 280 metros da rede de água pelo Serviço de Água e Esgoto do Estado do Acre (Saneacre).


Chegar mais perto da população é a missão do governo, e as ações itinerantes reduzem, consideravelmente, essa distância entre o povo e a gestão. Em Epitaciolândia, no ano passado, 400 pessoas foram contempladas com a emissão da Carteira Nacional de Identificação (CIN), substituindo o Registro Geral (RG).


“A emissão da Carteira Nacional de Identificação é uma ação essencial, uma vez que esse documento é a chave para o acesso a uma variedade de serviços públicos, como educação, saúde e emprego. Além disso, a identidade é uma ferramenta fundamental na busca de direitos e cidadania”, declarou o diretor do Instituto de Identificação, Júnior César da Silva, ao resumir a importância da ação.


Equipe tem se dedicado na manutenção da pista de pouso em Jordão. Foto: Asscom/Deracre

Jordão

Sendo a quarta cidade com a maior variação no número de habitantes, Jordão é uma das cidades isoladas do Acre. Porém, para além do desafio da logística, isso não impede que o governo chegue aos municípios.


Com 9.222 habitantes, a cidade teve investimentos importantes nas áreas ambiental, de infraestrutura, segurança e saúde. Já em abril deste ano, com a chegada dos insumos, o governo do Estado, por meio do Departamento de Estradas de Rodagem, Infraestrutura Hidroviária e Aeroportuária do Acre (Deracre), avançou no serviço de tapa-buraco na pista de pouso do aeródromo do Jordão.


“Nossos agentes têm trabalhado nos serviços de tapa-buraco na pista de pouso de Jordão, que deve receber mais benefícios em breve”, destaca a presidente do Deracre, Sula Ximenes.


A delegacia da cidade também passou por obras de reforma e melhorias estruturais, visando proporcionar um ambiente mais adequado e funcional para os profissionais que atuam na unidade policial.


Um mutirão de cirurgias, no ano passado, realizado por meio do Programa Opera Acre, atendeu 69 pacientes, que aguardavam em fila de espera para laqueaduras e cirurgias-gerais. Os procedimentos foram realizados no Hospital Dr. Sansão Gomes, em Tarauacá, e contemplou, também, pacientes de Feijó e do Jordão.


De acordo com a chefe da Regulação de Cirurgias da Sesacre, Shirley Nascimento, com o mutirão, a fila reprimida para essas especialidades, nesses municípios, zerou.


“Vale ressaltar que, com esse mutirão, zeramos a fila reprimida aqui nesses municípios. E hoje, passamos a atender a demanda em tempo reduzido, ou seja, em menos de um mês o paciente faz a consulta e a cirurgia. A partir de agora nós ficaremos atendendo fila reduzida”, afirmou.


O viveiro de mudas de espécies florestais e frutíferas de Jordão, fruto da parceria entre o governo do Estado, por meio da Fundação de Tecnologia do Acre (Funtac), e a prefeitura do município, em 2022, foi um marco para incentivar o reflorestamento, incrementar a economia e a cultura alimentar das comunidades no município.


Serviços de sinalização horizontal e vertical contemplaram diversas ruas de Santa Rosa. Foto: cedida

Santa Rosa do Purus

Também isolado, o município de Santa Rosa do Purus tem 6.723 habitantes e está aguardando grandes investimentos do governo do Acre. A cidade deve receber, até o final de maio, um posto de atendimento do Departamento Estadual de Trânsito do Acre (Detran/AC).


Com a cooperação, a prefeitura cedeu o espaço físico e o Estado vai fornecer toda a estrutura necessária para o funcionamento da unidade.


No ano passado, o Exército, em parceria com o governo, fez a operação tapa-buraco na pista de pouso do aeródromo de Santa Rosa do Purus.


O governo também está fazendo o estudo ambiental para abertura da estrada que deve ligar Santa Rosa do Purus e Feijó. Os órgãos ambientais se reuniram com representantes do governo para debater o licenciamento ambiental da obra.


Ainda em 2022, o governo concluiu serviços de sinalização viária horizontal e vertical no município. Na época, com recursos próprios, a Secretaria de Infraestrutura aplicou R$ 315 mil em recursos próprios na intervenção.


Com a devida assistência técnica fornecida pela Seagri, produtores adotarão práticas inovadoras como o uso de mudas adaptadas às condições de solo e clima do Acre. Foto: cedida

Porto Acre

A cidade de Porto Acre, que já foi cenário da minissérie da Globo, Amazônia – de Galvez a Chico Mendes, tem atualmente 16.693 pessoas. Próxima à capital, também tem tido apoio do governo em seu desenvolvimento.


Em abril, o Departamento de Estradas de Rodagem, Infraestrutura Hidroviária e Aeroportuária do Acre (Deracre) fez o trabalho de manutenção da rodovia AC-10, no trecho entre os km 1 e 58, entre Rio Branco e Porto Acre.


A equipe do programa Pré-Enem Legal, da Secretaria de Educação, Cultura e Esportes (SEE), foi até a Vila do Incra, em Porto Acre, em abril, para dar início aos aulões itinerantes que são realizados nos 21 municípios. As atividades foram realizadas na sede da Igreja Assembleia de Deus.


Nos aulões, os professores trabalham com os alunos os componentes curriculares de língua portuguesa e redação, geografia e história, química, física e biologia, além de matemática.


Os estudantes ficaram empolgados. Maria França, do terceiro ano da escola José Plácido de Castro, destaca a importância dos aulões na medida em que nem todos os alunos têm acesso a um curso de Pré-Enem. “E essas aulas também são uma forma da gente memorizar melhor os conteúdos”, disse.


Também no começo do ano, o governo do Acre se reuniu com a Prefeitura Municipal de Porto Acre e marceneiros para coordenar a proposta de implantação de um Polo Moveleiro na região do Caquetá. O projeto apresentado pela prefeitura visa tirar os empreendedores do setor moveleiro da ilegalidade e da informalidade.


Na agricultura, o investimento foi no café, com a entrega de 44 mil mudas de cafés clonais para 25 produtores de Porto Acre. As mudas produzidas em Rondônia foram distribuídas, no ano passado, para mais 121 agricultores familiares dos demais municípios acreanos, totalizando 440 mil unidades.


Os investimentos do Estado, por meio da Secretaria de Agricultura (Seagri), asseguram ampla assistência aos produtores, incluindo entrega de calcário, fertilizantes, mudas de cafés clonais, além de apoio no preparo das áreas,  por meio da mecanização e utilização de perfurador do solo para facilitar a abertura das covas.


Compartilhar

Facebook
Twitter
WhatsApp
LinkedIn
(ac) banner ofertas qua e qui verde atacale 22e23 05

Últimas Notícias