Pesquisar
Close this search box.
Weather Data Source: El tiempo a 25 días

Acreanos pagaram mais de R$ 15 bi em impostos no 1º trimestre de 2024, segundo Impostômetro

Arrecadação de impostos no Acre foi de mais de R$ 15 bilhões — Foto: Reprodução
Receba notícias do Acre gratuitamente no WhatsApp do Ecos da Notícias.​

A população acreana pagou R$ 15.223.346.9,12 em impostos nos primeiros três meses de 2024. Esse é o cálculo divulgado pelo Impostômetro, painel criado pela Associação Comercial de São Paulo (ACSP) para acompanhar o volume de arrecadação com impostos em todo o Brasil.


O dado mostra que houve um aumento de aproximadamente 25% em relação ao primeiro trimestre de 2023, quando o pagamento de impostos foi de 12,6 bilhões. Durante todo o ano passado, os acreanos pagaram R$ 49,7 bilhões em impostos.

Rio Branco encabeça a lista dos municípios acreanos em que mais se pagou impostos em janeiro, com um valor de R$ 59,5 milhões. Em seguida vem Cruzeiro do Sul com R$ 63,3 milhões e Sena Madureira onde foram pagos R$ 20,9 milhões em tributos. Já Manoel Urbano foi a cidade com a menor arrecadação, R$ 16,2 mil (confira a lista completa abaixo).


A arrecadação do Acre representa 0.16% do total entre todas as unidades da Federação. No primeiro trimestre deste ano, a população brasileira desembolsou R$ 935,1 bilhões entre o pagamento de tributos federais, estaduais e municipais.


O Impostômetro calculou ainda o número de dias trabalhados para o pagamento de impostos. Em 2023, foram 147 dias, dois a menos que em 2021 e 2022 respectivamente.


Impostômetro

 


Criado em 2005, o Impostômetro é uma ferramenta para estimar o valor total de impostos, taxas, contribuições e multas pagas pela população brasileira para a União, estados e municípios.


O total pode ser acompanhado pela internet, na página do Impostômetro. Na ferramenta, criada em parceria com o Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário (IBPT), é possível acompanhar quanto o país, os estados e os municípios estão arrecadando com tributos e também saber o que dá para os governos fazerem com todo o dinheiro arrecadado.


Compartilhar

Facebook
Twitter
WhatsApp
LinkedIn

Últimas notícias

Últimas Notícias