Weather Data Source: El tiempo a 25 días

Polícia Civil realiza escolta dos 43 presos para unidades prisionais do Acre

Receba notícias do Acre gratuitamente no WhatsApp do Ecos da Notícias.​

Na última quinta-feira, 1º, uma megaoperação coordenada pela Polícia Civil do Acre (PCAC), com o apoio da Polícia Militar e do Ministério da Justiça, resultou na prisão de 43 indivíduos envolvidos no tráfico de drogas. Logo após as prisões, os mesmos foram submetidos a audiência de custódia, onde o juizado manteve a prisão dos capturados, pois foi dado início ao manejo dessas pessoas para unidades prisionais.


A ação, denominada “Nepente”, teve como foco principal o combate às atividades ilícitas nessa localidade, mas se estendeu também a outros municípios como Rio Branco, Sena Madureira, Santa Rosa do Purus e Bujari.


A operação de escolta teve início à meia-noite desta sexta-feira, 2, e foi concluída às 5h30min, consistindo no transporte dos detidos para unidades prisionais. Doze homens foram conduzidos ao presídio de Sena Madureira, enquanto sete mulheres foram encaminhadas à unidade prisional de Rio Branco. Para garantir a segurança do deslocamento, 24 policiais civis e seis viaturas foram mobilizados, utilizando ônibus para o transporte dos presos.


Durante a operação “Nepente”, foram cumpridos 118 mandados, entre prisões e busca e apreensão. A ação contou com a participação de unidades especializadas da Polícia Civil, incluindo a Coordenadoria de Recursos Especiais (CORE) e o Departamento de Polícia da Capital e do Interior (DPCI).


“Esta operação foi o resultado de meses de investigação e monitoramento intenso. O manejo dos presos, após as prisões realizadas em Manoel Urbano, representou uma etapa importante para a garantia da segurança pública em toda a região. Nossa equipe, em conjunto com a CORE e o DPCI e demais colegas das delegacias envolvidas, trabalhou incansavelmente para assegurar que esses indivíduos envolvidos no tráfico de drogas fossem transferidos com segurança para as unidades prisionais designadas”, disse o delegado e coordenador do DPCI, Pedro Paulo Buzolin.


As prisões realizadas em Manoel Urbano e nas demais cidades envolvidas na operação representam um avanço significativo no enfrentamento ao tráfico de drogas na região. As autoridades destacaram a importância do trabalho conjunto entre as forças policiais e o Ministério da Justiça para o sucesso da operação, reafirmando o compromisso em combater a criminalidade e garantir a segurança da população. O nome “Nepente” simboliza o esforço para erradicar a influência do tráfico de drogas, proporcionando um ambiente mais seguro e protegido para os cidadãos.


 


Por Ascom/ PCAC


Compartilhar

Facebook
Twitter
WhatsApp
LinkedIn

Últimas notícias

Últimas Notícias

plugins premium WordPress