Pesquisar
Close this search box.
banner 970x250 (1)

Influencer é investigada por declarações preconceituosas contra autistas

O Ministério Público do Estado do Acre (MPAC), por meio do Grupo de Trabalho na Defesa dos Direitos das Pessoas com Transtorno do Espectro Autista (GT-TEA), formalizou nesta sexta-feira, 11, o pedido de investigação do caso da blogueira que proferiu declarações preconceituosas em detrimento de pessoas autistas.


Conforme informações veiculadas na imprensa local, a influenciadora digital de Rio Branco, postou vídeos nos stories do Instagram em que aparece chamando os amigos de autistas ofensivamente e em tom pejorativo. A postagem recebeu muitas críticas na internet e a Associação Família Azul do Acre (Afac) repudiou a atitude.


Após a repercussão negativa, a influencer, que tem 32,3 mil seguidores na rede social, teria deletado os stories. Mesmo assim, os vídeos foram compartilhados por pais de crianças autistas que ficaram revoltados com a situação.


Ao tomar conhecimento do caso, o GT-TEA oficiou a Promotoria Especializada de Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa e Pessoa com Deficiência solicitando a apuração e acompanhamento para as medidas cabíveis ao caso.


O ofício chama a atenção para o art. 88, da Lei 13.146/15 que tipifica como crime “praticar, induzir ou incitar discriminação de pessoa em razão de sua deficiência”.


Hudson Menezes – Agência de Notícias do MPAC


Compartilhar

Facebook
Twitter
WhatsApp
LinkedIn
banner ac4h feirão das carnes e frios

Últimas Notícias