Pesquisar
Close this search box.
23.1 digital master super banner pmrb rbo do futuro 2024 ezgif.com gif to avif converter (1)

Em Brasília; PT vai distribuir adesivos com foto de Lula e bandeira do Brasil

Foto: reprodução

O Partido dos Trabalhadores vai distribuir adesivos no Distrito Federal com a foto de Lula e a bandeira do Brasil. A ideia, segundo a campanha do presidente eleito, é “devolver a bandeira para o povo brasileiro”.


Os adesivos serão colocados no vidro traseiro dos carros, em forma de perfurate – material que não prejudica a visualização do motorista. Para o ex-deputado federal Geraldo Magela, coordenador da campanha de Lula no DF, esse símbolo não pode ser apropriado por nenhum partido.


Neste processo da eleição, de 2018 para cá, houve apropriação indevida de uma das campanhas do símbolo da bandeira, que é suprapartidária. Ela não é de time de futebol, de nenhum segmento. No final da campanha, já tínhamos um indicativo de que nós iríamos retomar a bandeira do Brasil como símbolo de todos, para a seleção, para o PT, para o PL, MDB, enfim. Não achamos que ela tenha que ser apropriada por ninguém, nem por nós.”


Os adesivos serão disponibilizados a partir deste sábado (12/11), em pequeno número, e passam a ter grande produção na próxima semana. Os petistas pedem ainda uma contribuição de R$ 20 para quem puder auxiliar na ação, cobrindo parte do déficit operacional.


Símbolos

Luiz Inácio Lula da Silva reforçou, nesta quinta-feira (10/11), que as cores e a bandeira do país são símbolos de todos os brasileiros, e não representam candidatos, em referência ao uso do verde e amarelo pelos apoiadores do presidente Jair Bolsonaro (PL), durante a campanha eleitoral e manifestações.


“Um aviso importante para vocês. A Copa do Mundo começa daqui a pouco, e a gente não tem de ter vergonha de vestir a nossa camisa verde e amarela. O verde e amarelo não é de candidato, não é de partido, são as cores para 213 milhões de habitantes que amam esse país. Portanto, vocês vão me ver com a camisa verde e amarela, só que a minha vai ter o número 13”, publicou o presidente eleito.


Ao longo do governo, Bolsonaro convocou apoiadores a usarem as cores do país e a camisa da Seleção Brasileira de futebol para declarar apoio nas urnas. O petista, durante a campanha, deixou o vermelho de lado, por recomendação da senadora Simone Tebet (MDB), e adotou o branco “pela paz” em atos políticos.


Metrópoles


Compartilhar

Facebook
Twitter
WhatsApp
LinkedIn
(ac) banner ofertas fds açougue atacale 14a16 06

Últimas Notícias